ad16
AutoPECASonline24.pt
DestaquesGeralTodas as Notícias

Em Picos, mais de 200 veículos fazem transporte irregular de passageiros

Em Picos, mais de 200 veículos atuam irregularmente no transporte de passageiros. Diante disso, a prefeitura propôs uma parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) para aumentar a fiscalização. O termo de cooperação- que deve começar a vigorar ainda este ano- vai permitir que a secretaria municipal de Transporte, Trânsito e Mobilidade da cidade atue também nas quatros rodovias federais que passam no perímetro urbano da cidade. 

Posto da PRF em Picos - Foto: Divulgação
Posto da PRF em Picos – Foto: Divulgação

“Com esse projeto, nós também vamos poder entrar nas Brs para fazer a fiscalizar. Acompanhar, principalmente, a questão do transporte irregular de passageiros que é feito nessas BRs, bem como os motoqueiros. De acordo com o Samu, 54% dos atendimentos são a motociclistas e temos que ter essa preocupação em fazer um trabalho preventivo”, ressalta Edilberto Cirilo, secretário de Transporte, Trânsito e Mobilidade de Picos. 

Em média, 22 mil motocicletas e quase 15 veículos trafegam diariamente por Picos, número que duplica devido a população de 40 cidades vizinhas que dependem direta ou indiretamente de Picos. 

“A PRF não vai delegar e se excluir da fiscalização. O trabalho será feita de forma concomitante, simultânea, pela prefeitura e PRF. A intenção é somar esforços no sentido de melhorar a fiscalização no perímetro urbano da cidade”, esclarece o inspetor Jorge Madeira.

Edimar Lima, presidente da Cooperativa dos Condutores de Veículos Alternativos da macrorregião de Picos, ressalta que a atuação dos motoristas clandestinos tem prejudicado drasticamente quem faz o transporte regular.

“Essa parceria vai contribuir para melhorar o trânsito na cidade e eliminar os carros clandestinos que fazem o transporte de passageiros de 52 cidades. Atualmente temos 208 veículos que transportam passageiros irregularmente na Grande Picos e os associados regularizados estão sofrendo muito com isso”, denuncia Edimar Lima, macrorregião de Picos.

Cidade Verde

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade