ad16
DestaquesTodas as Notícias

Em Picos, mulheres promovem ato para conscientizar população sobre feminicídio

Manifestantes protestaram também contra a reforma da previdência

Militantes de coletivos e de entidades classistas e estudantis, promoveram na manhã desta sexta-feira (8), no Dia Internacional da Mulher, um ato público para conscientizar à população sobre os altos índices de feminicídio no Estado do Piauí. A manifestação foi realizada na Praça Felix Pacheco, Centro de Picos.  

Segundo a Dirigente Nacional do Levante Popular da Juventude, Isabel Silva, dados da Polícia Militar e da Secretaria de Segurança do Estado mostram que aumentou em 45% no ano passado os índices de feminicídio no Piauí. “Então, estamos aqui para dizer basta de feminicídio”, disse.  

Ato para conscientizar população sobre feminicídio – Foto: João Paulo/O Povo

Sobre o impacto da reforma da previdência para as mulheres, Isabel informou que seria o aumento na idade mínima para aposentar e o aumento no tempo de contribuição. “A gente sabe que as mulheres têm várias jornadas de trabalho, principalmente as mulheres rurais.  Então não tem como aumentar em 20 anos de contribuição nessa Reforma da Previdência e aumentar para 60 anos o tempo mínimo, mas a gente sabe que as mulheres rurais trabalham muito mais e não tem como trabalhar até 60 anos para poder conseguir uma aposentadoria com 100%”, declarou. 

Distribuição de panfletos informativos – Foto: João Paulo/O Povo

Durante o ato, as manifestantes carregavam cartazes que mostravam reivindicações em favor dos direitos das mulheres, frases contra a reforma da previdência e dos números de feminicídio no Piauí e ainda distribuíram panfletos informativos sobre o impacto da reforma da previdência.  

Tags

Leia Também