ad16
PolíciaTodas as Notícias

Em portaria, Sejus prorroga suspensão das visitas sociais e íntimas nos presídios do Piauí

Continua permitida a entrega de itens previstos em portarias anteriores da Sejus aos internos de todas as unidades prisionais, bem como o atendimento dos advogados e defensores públicos.

Uma portaria da Secretaria de Justiça do Piauí (Sejus) prorrogou por mais 15 dias, a suspensão das visitas sociais e íntimas em todo o sistema prisional do estado. O documento foi publicado no Diário Oficial do Estado de 16 de julho. Além das visitas, permanecem suspensos serviços de assistência educacional, religiosa e as escoltas dos presos custodiados. A medida foi adotada como forma de prevenção, controle e contenção de riscos do novo coronavírus.

Em relação as escoltas, há uma ressalva na proibição, caso haja requisições judiciais, inclusões e situações emergenciais, e daquelas que por sua natureza precisam ser realizadas.

De acordo com a Sejus, as medidas previstas na Portaria poderão ser reavaliadas a qualquer momento, mesmo antes dos prazos indicados.

Foto: Roberta Aline

Continua permitida a entrega de itens previstos em portarias anteriores da Sejus aos internos de todas as unidades prisionais, bem como o atendimento dos advogados e defensores públicos por meio de videoconferência com os internos, nos horários de 09h às 16h.

“Deverá ser encaminhada a lista de advogados e defensores públicos pela OAB e Defensoria Pública, contendo os nomes e telefones, bem como, o nome dos internos, para a Diretoria de Administração Penitenciária – DUAP”, informa trecho da portaria.

Ainda de acordo com a Sejus, permanecem inalterados os procedimentos para a realização de visitas virtuais aos internos e internas durante o período de interrupção das visitas presenciais em decorrência da pandemia da covid-19.

Veja o que está proibido

  1. Visitas sociais e íntimas, por um período de 15 dias
  2. Escoltas, por um período de 15dias, com exceção de requisições judiciais, inclusões e situações emergenciais, e daquelas que por sua natureza, precisam ser realizadas.
  3. Serviços de assistência religiosa e capelania, por um Of. 2395 período de 15 dias
  4. Serviços de assistência educacional, por um período de 15 dias

Cidade Verde

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.