ad16
Polícia

“Emídio tinha medo de morrer e me pediu ajuda e proteção”, diz Secretário de Segurança

[ad#336×280]O secretário Estadual de Segurança, Robert Rios, afirmou, durante entrevista no Jornal do Piauí na TV Cidade Verde desta sexta-feira (15), que todos os envolvidos na morte do ex-vereador Emídio Reis serão enquadrados pelos mesmos crimes, de possível mandante a possíveis executores. Durante entrevista, ele também revelou que o ex-vereador denunciou ameaça de morte.

“Todos responderão por homicídio qualificado, com requintes de crueldade, e sem dúvida com mais de 30 anos de prisão. Uma vez, o Emídio me procurou pra dizer que sabia que ia morrer. Que atual vice-prefeito queria um acordo em que Emídio ficaria dois anos no poder e o vice os dois restantes”, explica Robert Rios. Emídio Reis foi morto no dia 31 de janeiro de 2013 vítima de dois disparos de arma de fogo e após ser enterrado vivo.

Ex-vereador Emídio Reis
Ex-vereador Emídio Reis

“Foi um crime planejado ainda em novembro de 2012. Tenho impressão que tentaram convencer o vereador a desistir de uma ação judicial que pediria a cassação do vice Francimar. O crime foi cruel e perverso. Ele foi morto no mesmo dia que desapareceu. O grupo agora está sendo investigado. Eles podem ter matado outras pessoas”, disse o gestor.

O secretário analisou ainda se o crime de pistolagem teria retornado ao Piauí. Ele descartou que a morte tenha sido por agiotagem, mas deu certeza de que trata-se de um crime político. Com o prisão dos acusados, ele acredita que este seja o fim da prática que marcou os anos 90 no Estado.

“Também estamos investigando se o vice Francimar tenha alguma espécie de acordo com o atual prefeito da cidade no sentido de repartir o poder. Se o fato se confirmar será configurado acordo político econômico. Procurado pela TV Cidade Verde, o atual prefeito preferiu não se pronunciar antes da conclusão das investigações.

“As investigações evoluíram muito, mas na prática o inquérito inicia hoje. Dezenas de pessoas serão ouvidas e vamos delinear cada passo dos supostos envolvidos com a morte do ex-vereador”, explica. Com informações da TV Cidade VErde

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade