ad16
GeralSaúde

Ernani Maia faz balanço da Saúde em 2012

[ad#336×280]A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) fez um balanço das principais ações da pasta, esse ano de 2012, em todo o Piauí. Segundo o secretário Ernani Maia, os projetos implantados trouxeram melhorias significativas para a população usuária do Sistema Único de Saúde (SUS), devido aos investimentos em infraestrutura e recursos humanos.

“Pequena ou grande, houve mudança significativa em todos os hospitais da gestão estadual. Mais do que isso, estamos profissionalizando os recursos humanos e investindo em estruturas modernas”, afirma Maia.

Hospitais e equipamentos
Hospitais e equipamentos

Com relação aos hospitais, Ernani cita três obras importantes para o estado como a reforma e reestruturação das unidades de saúde de Bom Jesus, Corrente e, ainda, o novo centro cirúrgico do Hospital Getúlio Vargas (HGV). “O Hospital de Corrente, por exemplo, passou a oferecer novos serviços à população, como ortopedia, além de um centro cirúrgico especializado, equipe multiprofissional, inclusive com anestesista. Sem dúvida é um marco histórico na saúde pública daquela região”, ressalta o gestor.

De acordo com o secretário, outras obras estruturantes estão em andamento, principalmente na área psicossocial. “Estamos reformando do CAPS I e adequando o CSU do bairro Buenos Aires para receber Centro de Referência feminino, que vai cuidar de mulheres dependentes químicas”, diz Ernani.

Projetos inovadores lançados esse ano, segundo o secretário de Saúde, prometem colocar o Piauí ainda mais no cenário nacional quando o assunto é saúde de qualidade. É o caso da implantação do Samu Aéreo e da implantação da Rede de Cuidados Continuados. “O projeto do Samu Aéreo foi feito pela coordenação estadual do Samu e, através de uma parceria entre a Sesapi e o Governo Federal, iremos reforçar esta assistência pré-hospitalar, que conta muito na hora de salvar vidas. Sobre a Rede de Cuidados Continuados, já tivemos a primeira reunião de trabalho e o programa vai ficar pronto por completo em dois anos”, informa Maia.

O projeto presta cuidados de saúde e de apoio social de forma continuada e integrada a pessoas que, independentemente da idade, se encontrem em situação de dependência. Os Cuidados Continuados estão focados na recuperação global da pessoa, promovendo a sua autonomia e melhorando a sua funcionalidade, no âmbito da situação de dependência em que se encontra.

“A ideia é colocar o HGV como piloto nesse trabalho, que está sendo implantado ainda em três estados (Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná), através do Hospital Samaritano”, finalizou o secretário.

Tags
LER MATÉRIA COMPLETA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também