ad16
DestaquesEducação

Erro altera lista de aprovados da Uespi

[ad#336×280]Uma falha no sistema da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) alterou a primeira relação de aprovados, excluindo alunos que haviam atingido a pontuação necessária para ingressar na instituição através do Enem. O problema foi detectado principalmente em cursos do campi de Floriano e tem gerado transtornos, uma vez que a matrícula deve ser realizada até hoje (28).

A estudante Josefa Pereira foi uma das prejudicadas pela falha. Já graduada em Letras/Espanhol, a estudante tem o sonho de cursar enfermagem, mas seu nome desapareceu da lista de aprovados. “Acredito que foi desorganização da Uespi e eles vão ter que corrigir o erro. Tive que entrar com mandado de segurança para garantir minha matrícula. É uma despesa que eu não esperava”, explicou.

Reprodução
Reprodução

Os alunos foram convocados pela lista divulgada na internet, no último dia 19 e assinaram a confirmação de interesse da vaga até o dia 25, mas não encontraram seu nome na relação de matrícula institucional, divulgada na quarta-feira (27). No lugar dos nomes dos aprovados havia pessoas com pontuação inferior.

Uespi responde

De acordo com o pró-reitor de Ensino e Graduação da Uespi, professor Francisco Soares, o problema foi causado por uma falha no sistema, que não divulgou a lista em ordem de nota decrescente. Ele garantiu que as matrículas dos aprovados na primeira lista estão garantidas e que a irregularidade foi pontual e só atingiu o campi de Floriano.

Divulgação

“25 mil pessoas optaram por cursos da Uespi, por isso fizemos o edital cm 10 vezes o número de vagas, o que gerou uma lista geral de 14 mil pessoas. Por um problema no sistema, a lista saiu fora da ordem decrescente, mas isso só foi detectado porque somos a única instituição do Brasil que deu transparência ao processo, divulgando a nota dos alunos”, explicou o professor.

Soares acrescentou que a Uespi está revisando os dados e que o problema foi percebido nos cursos de Enfermagem e Ciências Contábeis, não descartando falhas em outras áreas, que ainda não vieram à tona.

“Os aprovados têm a matrícula garantida e acredito que geramos também um direito para aqueles que apareceram na nova lista. Tentaremos conciliar a situação e colocá-los como alunos, até porque são apenas cinco no momento. Se o número aumentar, pensaremos em outra medida”, informou. Com informações do Cidade Verde

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade