ad16
AutoPECASonline24.pt
FronteirasMunicípios

Escola Agrotécnica de Fronteiras está em fase de conclusão

[ad#336×280]Ampliar a oferta de ensino técnico e profissional no Estado, no sentido de preparar mais jovens para o mercador de trabalho, também é uma preocupação do Governo do Piauí e da Secretaria Estadual da Educação. A Escola Agrotécnica do município de Fronteiras encontra-se em fase de conclusão. O novo ambiente de ensino é uma conquista para toda a região que, em breve, terá um centro de educação profissional para atender às necessidades dos jovens das cidades circunvizinhas à Fronteiras.

Quem comemora a iniciativa é a jovem Francisca Xaviela, de 21 anos, moradora da cidade de Fronteiras. Ela sonha em seguir carreira na área da saúde e vê na Escola Agrotécnica a oportunidade de continuação dos estudos, sem precisar se deslocar do seu município.

“É uma obra maravilhosa. Vou ter a chance de terminar o ensino médio e me qualificar aqui na minha cidade. Estou ansiosa pelos cursos que serão ofertados, pois sei que a escola vai contribuir para o meu futuro”, relata Francisca.

Escola Agrotécnica e Fronteiras
Escola Agrotécnica e Fronteiras

Com um investimento de quase R$ 2 milhões, a escola terá capacidade para atender 800 alunos e contará com quadra poliesportiva coberta, além de dois blocos de salas de aula, laboratórios, refeitórios, aviários, pocilga, biblioteca e alojamentos para abrigar aproximadamente 80 estudantes no regime de internato.

De acordo com o secretário estadual da Educação, Átila Lira, é preciso investir na preparação da juventude para o futuro. “Nós estamos construindo escolas que vão ter um papel essencial na vida dos nossos jovens. A Agrotécnica de Fronteiras já está quase pronta e servirá para expandir o ensino profissional nessa região. Não só Fronteiras, mas todas as comunidades mais próximas serão atendidas com a estrutura que estamos construindo”, afirma.

Outro investimento na área da Educação é visto na cidade de Caldeirão Grande, localizada a aproximadamente 40 km de Fronteiras. Lá está sendo construída uma escola de acordo com o padrão estabelecido pelo Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação Básica (FNDE). Serão seis salas de aula, dois laboratórios, biblioteca, refeitório, área administrativa, sala dos professores e uma quadra coberta e com vestiário. Para garantir essa estrutura, o Governo do Estado, através da Seduc, está investindo mais de R$ 1,5 milhão.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade