ad16
AutoPECASonline24.pt
DestaquesPolícia

Ex-presidiário é executado com disparos de arma de fogo em Picos

Copo, necrotério.
Corpo periciado no necrotério de Picos. Foto: Jailson Dias

 Após alguns dias de relativa calmaria na cidade de Picos a Polícia Militar e Civil foram surpreendidas com a informação de um homicídio ocorrido na rua Nova Descoberta, bairro São Vicente, próximo a escada que dá acesso ao morro da Aerolândia. De acordo com o delegado plantonista da Central de Flagrantes, Lennon Luz, o homicídio teria acontecido por volta das 10h30min deste sábado (01). O ex-presidiário José Wilson da Silva, 28 anos, mais conhecido por Joãozinho Perna, foi alvejado com vários disparos de arma de fogo quando passava pela rua Nova Descoberta.

Até o fechamento dessa matéria não foi possível saber o número de disparos que atingiram a vítima, pois o corpo estava sendo periciado pela Polícia Civil no necrotério do Hospital Regional Justino Luz (HRJL), mas pessoas que estavam próximas ao local falam ter ouvido seis disparos. O delegado explicou que o corpo foi encontrado no interior de uma residência.

O delegado explicou que José Wilson da Silva começou a ser alvejado no meio da rua, e na tentativa de fugir, caiu no interior de uma residência, onde estava apenas uma senhora idosa. Ela fazia trabalhos domésticos, e ao ouvir a movimentação foi até a sala se deparando com o corpo da vítima jogado ao chão, já sem vida.   “Os tiros começaram no lado externo de uma residência, e ele no afã de fugir e de se salvar  entrou na residência de uma outra pessoa”, comentou.

O delegado plantonista Lennon Luz diz que pelas características não resta dúvida de que se tratou de uma execução, pois nada foi levado da vítima. O delegado informa ainda que a polícia baixou a ficha de José Wilson da Silva e constatou que o mesmo tinha passagem pela polícia.

“Foi confirmado pela própria esposa dele, e inclusive faz dois anos que ele saiu do Presídio José de Deus Barros e lá ele teve algumas desavenças e a irmã dele também confirmou o fato de que ele teria recebido algumas ameaças de morte e estamos trabalhando com a hipótese de acerto de contas”, explicou o delegado.

A Policia Civil e a Polícia Militar estão em diligências, mas não receberam maiores informações sobre o autor do homicídio que se evadiu do local. Os vizinhos disseram a polícia não ter visto nada.

Delegado Lennon Luz.
Delegado Lennon Luz fala em possibilidade de execução. Foto: Jailson Dias
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade