ad16
DestaquesGeralPolícia

Ex-vereador continua desaparecido na região de Picos

[ad#336×280]Continua desaparecido o ex-vereador Emídio Reis da Rocha (PMDB). O político não é visto desde quinta-feira (31), quando deixou a cidade de Picos com destino a Campo Grande do Piauí e São Julião.

A Greco (Grupo de Repressão ao Crime Organizado no Piauí) assumiu o caso ainda na sexta-feira (1º) e trabalha em total sigilo. Os delegados Menandro Pedro e Carlos César Camelo estão na região, de onde comandam as investigações.

O helicóptero e viaturas da Polícia Militar participam das buscas. Esse momento é considerado crucial para as equipes, que trabalham com a possibilidade de encontrar o ex-vereador com vida.

Ex-vereador Emídio Reis
Ex-vereador Emídio Reis

O sumiço de Emídio Reis ainda é um mistério para a polícia e para a família. Nicomedes Karol da Rocha diz que o tio não tinha inimigos declarados e fez muitos planos antes de desaparecer. Após pernoitar em São Julião, Emídio viajaria para Teresina. Ao lado da noiva, pretendia participar de um baile de carnaval na capital do Estado no final de semana.

“Ele manteve contato com várias pessoas, marcando compromissos e fazendo planos”, relata o sobrinho. A família começou a procurar Emídio ainda na noite do dia 31, quando seu celular ficou fora de área. O veículo modelo Strada foi encontrado no dia seguinte, abandonado com a chave na ignição a 10 km de Picos.

A estrada de terra onde o carro foi parado é totalmente estranha à família. Para o sobrinho Nicodemes, resta a angústia da dúvida e a esperança de encontrar o tio com vida. “Não sabemos onde ele estar, se morto, amarrado, se foi sequestrado. É uma angústia para toda a família essa situação”, diz.

Em 2012, Emídio Reis disputou a prefeitura de São Julião pelo PMDB. Então presidente da Câmara dos Vereadores, perdeu a eleição para o prefeito e candidato à reeleição José Neci (PT). A diferença entre os dois foi de apenas 279 votos, o quê projetou Reis como uma das principais lideranças políticas do município.

Por telefone, o portalODIA.com tentou contato com os delegados que comandam a investigação. Nenhuma das ligações, entretanto, foi atendida até a publicação desta matéria.

Com informações do Portal O Dia

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade