ad16
DestaquesGeralPolícia

Fábio Abreu confirma prisão de policial do DF por fraude em concurso

O secretário estadual de Segurança Pública, Fábio Abreu, confirmou que a Operação Sem Barreiras, do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) prendeu na segunda-feira, um policial civil de Brasília e mais duas pessoas, em João Pessoa (PB), acusados de fraude no concurso público para o cargo de agente penitenciário da Secretaria Estadual de Justiça de 2016.

O policial civil é lotado na Delegacia da Ceilândia Sul de Brasília e dois acusados de fraudes de Pernambuco estão foragidos. A quadrilha atua no Piauí, Pernambuco, Paraíba e Distrito Federal.

Os mandados de prisão e busca e apreensão, expedidos pelo juiz da Central de Inquéritos de Teresina, Luiz Moura, foram cumpridos no Piauí, Pernambuco, Paraíba e Distrito Federal.

De acordo com o secretário Fábio Abreu, foram cinco de prisões e seis mandados de busca e apreensão que foram cumpridos em Teresina , Brasília (DF), Olinda (PE), Jaboatão dos Guararapes (PE), Petrolina (PE) e João Pessoa (PB). As três prisões ocorreram em Brasília e na Paraíba e dois estão foragidos.

O secretário Fábio Abreu informou que no conjunto Promorar, na zona Sul de Teresina, foram apreendidos telefones celulares e documentos na casa de um candidato.

A quadrilha atua há dez anos e teria movimentado R$ 30 milhões.

Ele falou que o policial civil é suspeito de ser um dos líderes da quadrilha.

A quadrilha atuava fraude de vários concursos e alguns de seus integrantes foram presos na Operação Gabarito, deflagrada pela Polícia Civil da Paraíba.

Fonte: Meio Norte

LER MATÉRIA COMPLETA

Leia Também