ad16
AutoPECASonline24.pt
DestaquesGeralPolícia

Família do garoto Isac teme que o acusado se apresente e continue livre

[ad#336×280]A família do garoto Isac José Luz de Sousa morto no último dia 03 de março teme que o acusado de efetuar o disparo procure a polícia para se apresentar e passe a responder o processo em liberdade.

Isac José Luiz ainda foi socorrido e levado ao Hospital Regional Justino Luz - Foto: Arquivo de Família
Isac José Luiz ainda foi socorrido e levado ao Hospital Regional Justino Luz – Foto: Arquivo de Família

Para acompanhar o caso a família contratou o advogado criminalista  Maycon Luz que garante que já estar adotando as medidas judiciais cabíveis. O crime causou repercussão social na cidade de Picos e ganhou destaques na impressa local e estadual.

O advogado Maycon Luz disse que é natural logo após, passado o momento do flagrante o acusado procure a polícia para se apresentar e tente responder o processo em liberdade. No entanto, o advogado ressalta que neste caso a situação é outra, pois o acusado responde a vários processos criminais e a sua prisão é medida que se impõe para assegurar a ordem pública.

O advogado ressalta ainda que existem fortes indícios que o disparo tenha sido efetuado de forma proposital e não acidental o que vem reforçar a necessidade da prisão do acusado. “Essa história que o disparo talvez tenha sido provocado acidentalmente não passa de uma tese defensiva já criada para tentar encobrir a verdade real dos acontecimentos”, declarou Maycon Luz.

Advogado Maycon Luz - foto reprodução
Advogado Maycon Luz – foto reprodução

Para o advogado seria um absurdo acreditar que alguém seria tão ingênuo ao ponto de limpar uma arma de fogo municiada apontando ainda mais para uma criança. Ele relembrou que a criança teve sua vida ceifada sem chances nenhuma de defesa e família vai lutar até as últimas instâncias para que o acusado possa ser preso, processado e julgado o mais rápido possível.

Maycon Luz, advogado da família do garoto  Isac disse que o acusado fugiu com a arma do crime, portanto pressupõe que o mesmo ainda esteja armado ou talvez tenha escondido a arma em algum lugar ou entregue a alguém, fato este que evidencia a necessidade de sua imediata prisão. Família do garoto Isac teme que o acusado se apresente e continue livre.

O delegado Regional de Polícia Civil em Picos, Antônio Madson já ouviu algumas testemunhas e espera concluir o inquérito em breve. Ele informou que suspeito já tem ficha criminal por porte ilegal de arma de fogo e adiantou  que todas as providências cabíveis já estão sendo tomadas. A família clama por justiça.

menino bala3

Leia mais sobre o caso

Criança morre vitima de disparo de arma de fogo no  Bairro Pedrinhas 

Suspeito de atirar em criança já tinha ficha criminal

Polícia intensifica buscas ao acusado 

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade