ad16
AutoPECASonline24.pt
GeralTodas as Notícias

Fepiserh capacita equipes do Hospital de Picos sobre parada cardiorrespiratória

O curso foi ministrado pelo médico Mário José e pelo técnico de enfermagem Edilberto Lima

O Hospital Regional Justino Luz, por meio do seu Núcleo de Segurança do Paciente, realizou de 04 e 11 de dezembro um treinamento sobre Parada Cardiorrespiratória (PCR) para a equipe de enfermagem do setor de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), onde são tratados os pacientes com Covid-19.

O curso foi ministrado pelo médico Mário José e pelo técnico de enfermagem Edilberto Lima. Durante a capacitação foram utilizados manequins próprios para ilustrar e praticar as manobras de ressuscitação.

O êxito na reversão de uma parada cardíaca depende de fatores como: condições clínicas do paciente antes da parada cardiorrespiratória, as causas que determinaram a parada, uniformidade e perfeição das manobras aplicadas de ressuscitação cardiopulmonar (RCP) envolvendo pessoal leigo e de equipes devidamente treinadas.

De acordo com o diretor-técnico do Hospital Justino Luz, Tércio Luz, para um atendimento de pacientes com PCR é importante que o profissional de saúde tenha conhecimento científico especializado. “O primeiro passo é reconhecer os sinais de PCR, identificar as principais arritmias cardíacas, reconhecer os principais medicamentos utilizados nestas situações, além de outros”, destaca.

“A cada minuto que passa, a chance de sobrevivência é 10% menor, por isso é necessário encurtar esse tempo ao máximo. Se passarem cinco minutos, a chance de sobrevivência desse indivíduo é muito pequena”, conta Tércio.

Ainda de acordo com o médico, o infarto do miocárdio ocorre principalmente em pessoas a partir de 45 anos e pode começar com uma simples dor no peito e que se irradia pelo braço esquerdo. O médico alerta que as pessoas próximas precisam telefonar para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) no número 192. “Se a vítima perder a consciência, quem estiver ao seu lado deve chamar por ela, acionar o Samu e começar a fazer a massagem até o suporte chegar com a ambulância”, alerta.

Para o presidente da Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares (FEPISERH), Pablo Santos, órgão que administra o Hospital de Picos, a capacitação das equipes faz parte do plano de melhorias e modernização do hospital. “Estamos efetuando uma agenda de treinamento das equipes desde 2018, intensificada com a pandemia, para humanizar o acolhimento e oferecer um atendimento de melhor qualidade para todos os usuários do Justino Luz”, ressalta Santos.

Fonte: Ascom

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade