ad16
PolíciaTodas as Notícias

Filha do jornalista Marcelo Rocha é esfaqueada durante briga e morre no HUT

A Família da vítima procurou o Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), que abrirá um inquérito policial para investigar o caso.

Uma jovem identificada como Tainah Luz Brasil Rocha, de 26 anos, morreu no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) nesta segunda-feira (16), após ter sido esfaqueada durante uma briga em uma residência no bairro Mocambinho, na madrugada deste domingo (15). Tainah Brasil é filha do jornalista Marcelo Rocha.  As informações são do Meio Norte.

Segundo informações do Auto de Prisão em Flagrante (APF) da suspeita, Geovana Thais Vieira da Silva, de 19 anos, obtido pelo Meionorte.com, Tainah teria se envolvido em uma briga com Fernanda Maria, que é namorada da Geovana, onde ambas se esfaquearam e se agrediram. Porém, Geovana Thais interviu na briga e desferiu pelo menos 6 golpes de faca em Tainah Brasil. Segundo informações extra oficiais, Tainah já teve um relacionamento amoroso com a Fernanda.

Uma equipe do 9° Batalhão foi chamada para atender a ocorrência 3h30 da madrugada e encontrou as envolvidas feridas na residência. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada até a casa e as encaminhou ao HUT. Na sequência, foi dado a voz de prisão a Geovana Thais, que foi encaminhada a Central de Flagrantes de Teresina. 

Tainah Luz Brasil Rocha, de 26 anos

Em seu interrogatório na central, segundo o Auto de Prisão em Flagrante, Geovana Thais relatou ao delegado de plantão que apenas interferiu na defesa de sua namorada Fernanda, uma vez que Tainah estava supostamente embriagada e sob efeito de alguma substância, desferindo socos e perfurações em Fernanda durante uma intensa discussão. Geovana Thais foi liberada após uma audiência de custódia na manhã de hoje. 

As facas usadas na briga, do tipo peixeira, foram apreendidas pela Polícia Militar. A Família da vítima procurou o Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), que abrirá um inquérito policial para investigar o caso. Tainah Brasil trabalhava como analista de sistemas e morava há quatro anos em Curitiba-PR. Atualmente ela passava férias em Teresina.

 “Nós já tomamos as providências iniciais com requisições dos exames necessários e a partir de entrevistas de familiares e outras pessoas que deram informações a respeito das pesssoas envolvidas nesse crime, onde uma pessoa foi esfaqueada e veio a morrer no hospital. Certamente irei passar esse caso para o Núcleo de Feminicídio para apurar em toda sua extensão”, disse o  coordenador do DHPP, Delegado Francisco Baretta, em entrevista à TV Meio Norte.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.