ad16
SaúdeTodas as Notícias

Fiocruz alerta para aumento dos casos de síndromes respiratórias no Piauí

Entre esses casos com identificação laboratorial, os que evoluíram para óbito tiveram prevalência de 97% para o Sars-CoV-2 nas últimas quatro semanas, avalia o Boletim InfoGripe.

 Piauí é um dos cinco estados do Brasil que apresentam sinal de crescimento na tendência de longo prazo de casos notificados de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), é o que mostra o Boletim InfoGripe divulgado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) nesta quarta-feira (23). As informações são da Fiocruz.

O documento referente à Semana Epidemiológica 7, que compreende o período de 13 a 19 de fevereiro, e analisou a base dos dados inseridos no Sistema de Informação da Vigilância Epidemiológica da Gripe (Sivep-Gripe) até o dia 21 de fevereiro, mostra que ao menos uma macrorregião de saúde do Piauí apresenta sinal de crescimento nas tendências.

Em relação às capitais, Teresina também aparece entre as três com o mesmo sinal de crescimento na tendência de longo prazo (últimas seis semanas) para os casos de síndromes respiratórias.

Geral

O estudo da Fiocruz aponta que, em todo o país, a Covid-19 continua predominando entre os casos com resultado laboratorial positivo para vírus respiratórios. Nas últimas quatro semanas, a prevalência entre os casos positivos foi de 0,9% Influenza A, 0,1% Influenza B, 1,7% vírus sincicial respiratório, e 90,8% Sars-CoV-2 (Covid-19), com o restante associado a outros vírus. 

Entre esses casos com identificação laboratorial, os que evoluíram para óbito tiveram prevalência de 97% para o Sars-CoV-2 nas últimas quatro semanas, avalia o Boletim InfoGripe.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.