ad16
DestaquesTodas as Notícias

Fiocruz faz sequenciamento genético de piauiense para confirmar variante Delta

Paciente de 69 anos de São João do Piauí testou positivo para Covid depois de fazer um treinamento em Ribeirão Preto, São Paulo, estado onde circula a variante

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), por meio da Gerência Estadual de Epidemiologia, esclarece que exame feito em paciente da cidade de São João do Piauí foi encaminhado à Fiocruz para ser feito o sequenciamento genético. Através do exame será possível comprovar se é um caso da variante Delta.

O paciente de iniciais J.G.A, de 69 anos, já está imunizado com duas doses da vacina Coronavac e apresentou sintomas da Covid-19 depois de participar de um curso em Ribeirão Preto (SP). Antes de participar do curso, realizou exame de orofaringe e deu negativo. Mas um colega que estava no mesmo treinamento testou positivo para a Covid-19.

No dia 07/08, o paciente retornou para o município de São João do Piauí e dia 09/08 começou a apresentar sintomas como obstrução nasal, dores no corpo e cefaleia. Foi feito exame de orofaringe com resultado positivo, sendo medicado por profissionais do município.

No dia 11/08, apresentou tosse e deficiência respiratória, sendo encaminhado ao município de São Raimundo Nonato para fazer uma Tomografia, onde o resultado apontou 25% de comprometimento pulmonar. Dia 15/08, ele foi encaminhado a Teresina, ainda com quadro de dispnéia, sendo internado no hospital da Unimed. No próprio hospital foi feita a coleta do material para PCR e encaminhado ao Lacen, com resultado positivo para Covid-19, a amostra foi enviada à Fiocruz para sequenciamento, como medida de segurança.

A Gerente Estadual de Epidemiologia da Sesapi, Amélia Costa, manteve contato com a esposa do paciente em São João do Piauí e confirmou que ela e o técnico da empresa que estiveram em contato com o paciente também testaram positivo para a Covid.

“Como o paciente esteve em um Estado com circulação da variante Delta, solicitamos que a Secretaria Municipal de Saúde de São João do Piauí fizesse a coleta do sangue da esposa e do motorista da empresa do paciente e encaminhasse ao Lacen para avaliar a possibilidade de fazer também o sequenciamento deles”, esclarece Amélia.

Ascom SESAPI

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade