ad16
DestaquesTodas as Notícias

Funcionários recebiam, mas não trabalhavam no Hospital Regional de Picos

A Organização Social Instituto de Gestão e Humanização descobriu a existência de funcionários fantasmas no Hospital Regional Justino Luz, localizado em Picos, administrado pela OS desde outubro do ano passado.

Segundo o secretário de Governo Merlong Solano, que visitou o hospital na última segunda-feira, a escala da equipe de saúde (composta por médicos, enfermeiros e auxiliares) passou a funcionar efetivamente na prática, e não apenas no papel, desde que a OS passou a administrar a unidade de saúde.

Hospital Regional Justino Luz
Hospital Regional Justino Luz – Foto: RiachãoNet

“A escala do pessoal de saúde estava completa de segunda a segunda, em todas as áreas, como pediatria, obstetrícia, ortopedia. A organização identificou servidores que estavam na escala, mas não compareciam ao trabalho. Custavam gastos para a folha de pagamento, mas não cumpriam o determinado”, disse o secretário, sem mencionar os nomes nem a quantidade de funcionários que estavam faltando ao trabalho.

Merlong avaliou como positiva as intervenções do Instituto, pois têm dado resultado e melhorado o atendimento à população. “A fila de cirurgia ortopédica diminuiu de 65 pacientes para 25 e acredito que em dois meses irá zerar”, comentou o secretário.

Ele disse ainda que os servidores que estavam resistindo à administração da OS estão começando a compreender que a entidade não é contra eles, e sim a favor de uma prestação de serviço melhor. “Até porque a OS não vai receber o valor combinado (R$ 3,1 milhões mensais) se não comprovar os índices de qualidade que têm que mostrar”, informou. A gestão do hospital pela OS Instituto de Gestão e Humanização faz parte do projeto de Parcerias Público-Privadas (PPP) implantado pelo Governo do Estado em 2015.

Por: Robert Pedrosa – Jornal O DIA

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade