ad16
DestaquesTodas as Notícias

Funcionários são exemplo de dedicação e destacam a importância do Hospital Regional Justino Luz

Quando se fala nos profissionais que trabalham em um hospital, os primeiros que vêm em mente são da área de saúde. Mas como em toda instituição, existem outros setores que têm um papel fundamental no funcionamento, como por exemplo, o Almoxarifado.

Garantir o bom funcionamento de uma unidade de saúde de grande porte, como o Hospital Regional Justino Luz (HRJL), é um desafio diário, ainda mais nos últimos dois anos com a pandemia do novo coronavírus, onde os cuidados são ampliados e protocolos modificados. Quando se fala nos profissionais que trabalham em um hospital, os primeiros que vêm em mente são da área de saúde. Mas como em toda instituição, existem outros setores que têm um papel fundamental no funcionamento, como por exemplo, o Almoxarifado.

José Gomes Ferreira, conhecido por Seu Dimas, é um exemplo de dedicação. Trabalha há 19 anos no HRJL. Casado, pai de cinco filhos e avô de oito netos, Seu Dimas carrega como missão a sua função de almoxarife, auxiliando na manutenção, organização e distribuição de materiais e insumos no setor do almoxarifado para atender com agilidade às solicitações internas.

“Minha missão aqui é receber os produtos, insumos e materiais, conferir tudo bem direitinho para depois armazenar no almoxarifado. Tenho sempre o cuidado para que os materiais estejam bem guardados, conservados e organizados, e ter sempre o controle desde o recebimento dos fornecedores até a distribuição para os outros setores”, explica Dimas.

Ele relata ainda a importância do HRJL para a população de Picos e região. “Aprendi muito nesses 19 anos que trabalho aqui no Justino Luz. Passei por outros setores também e hoje vejo a importância deste hospital para todos que procuram atendimento aqui. É preciso que os colaboradores sejam flexíveis a cada modelo de gestão para que tudo dê certo e assim ganhamos todos com isso”, diz.

Almoxarife – Seu Dimas

Profissionais que atuam nos bastidores do tratamento dos pacientes, como as equipes de manutenção, têm tanto mérito quanto a equipe médica. Nenhum atendimento que dependa de equipamentos hospitalares pode ser feito com segurança e eficácia sem que esteja com a manutenção em dia.

A incumbência é ainda maior do que na maioria das áreas de atuação profissional, como relata Edvaldo da Silva Passos, coordenador do setor de Manutenção do Justino Luz. “Para mim, o hospital é minha segunda residência, me faz bem prestar serviço aqui. A manutenção é um setor que não para assim como o atendimento aos pacientes. É muito importante a manutenção está regular para facilitar o trabalho de todos”, explica.

Seu Edvaldo, como é chamado pelos colegas, trabalha no HRJL há 11 anos. É casado, pai de três filhas e avô de quatro netos. Ele faz uma analogia do seu trabalho com o do homem do campo: “Aqui é nossa roça, precisamos plantar, adubar e cuidar com dedicação para que possamos colher bons frutos, pois o Regional é a nossa única urgência e emergência. Só tenho muito a agradecer a confiança a mim depositada por todas as gestões que aqui já passaram”, diz.

Edvaldo Passos com sua equipe de manutenção

A direção do HRL reconhece a necessidade de cada setor e avalia como produtivo o trabalho de cada um.
“A diretoria está aqui para ouvir, ajustar e melhorar quando for preciso. Muito bom ver o empenho de todos e satisfação em trabalhar aqui. Nossos colaboradores são essenciais, pois possibilita que o gestor faça um planejamento melhor. Muitas vidas já nasceram aqui e muitas outras são salvas diariamente graças ao empenho de todos”, finalizou a diretora Geral do Justino Luz, Genyana Leal.

Ascom HRJL

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.