ad16
AutoPECASonline24.pt
https://ead.uninta.edu.br/
Polícia

Gerente é preso acusado de integrar quadrilha do consórcio

[ad#336×280]Um gerente comercial foi preso acusado de integrar uma quadrilha que está dando golpes em vários municípios do Piauí. A prisão pode levar ao líder da quadrilha que engana moradores com falsas promessas em consócios milionários. As vítimas são desde professores, quebradeira de cocos a políticos. Segundo levantamento da polícia, o golpe pode ter causado um prejuízo de mais de R$ 1 milhão.

A Polícia Civil está fazendo o alerta para o golpe do consórcio falso que virou “onda” em vários municípios piauienses. De acordo com a polícia, os consórcios começariam com o prefixo “Eletro”.

Foi preso em Barras (119 km de Teresina), Antonio Paulo Rodrigues, 40 anos, gerente da loja Eletromarcas, responsável pela venda dos consórcios e os sorteios na cidade. Segundo o delegado Humberto Mácola, que investiga o caso na região, as denúncias dos populares resultaram na investigação que chegou até o acusado.

Empresa do ramo "compra premiada" lesou mais clientes de Picos e região - Foto: Maria Moura
Empresa do ramo “compra premiada” lesou mais clientes de Picos e região – Foto: Maria Moura

“Ele era o gerente da loja em Barras e nos informou que o consórcio não era dele, mas de uma outra pessoa. Sabemos que a empresa é de alguém da região de Bacabal e Coelho Neto, no Maranhão. Sabemos de vítimas em várias outras cidades. Com certeza este é um esquema grande”, declarou o delegado. Ele estima que o prejuízo das pessoas que participaram do consórcio, apenas em Barras, chegue a R$ 300 mil. Na região também há denúncias nas cidades de Miguel Alves, Batalha e Esperantina.

Com informações do Cidade Verde

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade