ad16
AutoPECASonline24.pt
GeralTodas as Notícias

Governo deve quase R$ 2 milhões a servidores da Comdepi e Ceasa

Segundo informações do Sindicato dos Servidores da antiga Comdepi, o Governo do Estado foi multado pelo Tribunal Superior do Trabalho a pagar multa de R$ 129 mil ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) e mais multa de R$ 678,00 por mês para cada trabalhador por descumprimento de dissídio coletivo da categoria e não implantação do plano de cargos e salários. A ação transitou em julgado, mas ainda não houve cumprimento. Os servidores estão entrando com uma enxurrada de ações judiciais cobrando os pagamentos. O valor total dá mais de R$ 1,97 milhão.

Imagem Ilustrativa
Imagem Ilustrativa

As empresas a serem beneficiadas é a antiga Comdepi e antiga Ceasa que foram extintas e incorporadas a Emgerpi. Na decisão do TST a Emgerpi deveria implantar o plano de cargos e salários para os servidores num prazo de seis meses, sob pena de multa de R$ 678,00 por cada empregado, até a implantação definitiva.

A decisão vem sendo descumprida desde abril de 2013 e agora pedem a execução com o pagamento das multas. Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores da Comdepi, Zenóbio Lustosa, o governo não cumpre a lei e nem obedece à Justiça. “Na época, o governador Wilson Martins e o secretario de Administração Paulo Ivan implantaram o plano de cargos e salários para outras empresas, sem decisão judicial. A nossa ficou preterida”, reclamou.

Na verdade, Zenóbio informou que as decisões judiciais favoráveis a Comdepi e Ceasa são desde outubro de 2012, mas sem cumprimento.

“A multa da Emgerpi deve ser recolhido ao FAT e depois revertida em favor dos trabalhadores. A outra beneficia diretamente os servidores com o recolhimento para cada um deles. Mas vimos que não tem compromisso com empresa pública. Existe uma enxurrada de ações trabalhistas e não tem cumprimento.”, lamentou Zenóbio Lustosa.

Ele alegou que a Emgerpi é a responsável pelo financeiro das dividas que não foram quitadas e o dissídio coletivo envolve o interesse de diversas categorias de trabalhadores. Sendo que as sentenças do TRT-PI e TST beneficiam diretamente todos os empregados da Comdepi e Ceasa, que foram incorporados à Emgerpi.

A direção da Emgerpi sustenta que não tem condições financeiras para pagar o valor da indenização, porque sobrecarrega a empresa.

Fonte: Portal AZ

Etiquetas

3 Comentários

  1. Have you ever considered about including a little bit more than just your articles?
    I mean, what you say is fundamental and everything.
    But think about if you added some great images or videos to give your posts more, “pop”!

    Your content is excellent but with pics and
    videos, this site could certainly be one of the most beneficial
    in its niche. Very good blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade