ad16
Geral

Governo do Estado autoriza reforma na penitenciária de Picos

Wilson Martins
Governador Wilson Martins

O governador Wilson Martins autorizou na manhã desta terça-feira, 27, no Palácio de Karnak, a reforma da cozinha e do refeitório das penitenciárias de Parnaíba, Picos e Altos. A recuperação dos espaços será executada através de uma parceria entre a Secretaria Estadual da Justiça (Sejus) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), que ficará encarregada de analisar as condições sanitárias exigidas pelo Ministério da Saúde. Para tanto, representantes de ambos os órgãos devem entregar nos próximos dias o projeto das respectivas obras.

“O sistema prisional de todo o país passa por grandes dificuldades. Contudo, estamos tentando avançar no sentido de proporcionar melhores condições para os detentos, a exemplo da reforma das cozinhas que trará um espaço de convivência mais amplo e de acordo com as normas exigidas pela Vigilância Sanitária”, ressalta Wilson Martins.

Além da reforma nas penitenciárias, o governador aproveitou a presença de equipe técnica da Secretaria da Saúde para solicitar a adequação de alguns serviços de saúde na área da atenção primária, os quais serão destinados aos detentos. Segundo Cristiane Moura Fé, superintendente de Atenção à Saúde da Sesapi, essa é uma forma de oferecer os serviços essenciais de saúde para a população carcerária, sem que esta tenha a necessidade de sair dos presídios.

“No entanto, para os atendimentos mais complexos, o detento deve ser encaminhado para o hospital mais próximo da unidade prisional, pois a comunidade carcerária tem de receber tratamento igualitário”, explica Cristiane Moura Fé. Presente na reunião, o secretário Estadual da Justiça, Henrique Rebelo, se comprometeu em providenciar todas as adequações solicitadas pelo governador, bem como pela equipe da Secretaria da Saúde.

“Nos últimos meses já realizamos várias obras nos complexos prisionais do Estado, visando sempre à melhoria das condições oferecidas aos detentos, a exemplo da entrega de uma unidade de saúde completa na Custódia, a construção de fossas sanitárias na Irmão Guido ou mesmo uma unidade de saúde composta com consultórios médico e odontológico na Penitenciária Feminina”, enumera Henrique Rebelo.

Fonte: Ccom

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade