ad16
DestaquesEducação

Governo do Estado e SINTE não chegam a acordo sobre piso dos professores

Gisele Dantas
Professores de Picos aderem à greve. Foto: Aline Moura

O secretário estadual de Fazenda, Silvano Alencar, admitiu na tarde de hoje que não houve acordo com a classe dos professores sobre o novo reajuste de 22% do magistério. O valor do novo Piso Nacional do Magistério será R$ 1.451,00 de acordo com anúncio do Ministério da Educação (MEC) na última segunda, 27. O impacto na folha de pagamento será em torno de R$ 16 milhões.

Estiveram reunidos os secretários Átila Lira (Educação), Paulo Ivan (Administração), Silvano Alencar (Fazenda) com o Sindicato dos Professores (Sinte).

Silvano Alencar garantiu o piso nacional apenas para a classe inicial – A e B – o que correspondente a 20% do total dos 18 mil professores da ativa.

A proposta do governo não agradou os sindicalistas. “A proposta do governo é uma vergonha. Ela é desigual e atinge todo mundo”, disse Kassyus Lages, secretário de Comunicação do Sinte.

O secretário de Fazenda informou que na próxima semana o governo terá nova rodada de negociação com os professores. “Estamos negociando e ainda não temos um valor. Estamos estudando uma proposta”, disse Silvano Alencar.

O Sindicato defende reajuste de 22% para os professores ativos e inativos. O governo alega que não tem como bancar o aumento para todas as classes e apenas para a classe inicial. Os professores decretaram greve por tempo indeterminado desde a última segunda-feira.

Etiquetas

Um Comentário

  1. I’ve been surfing online more than 3 hours as of late, but I never found any attention-grabbing article like yours. It is pretty worth enough for me. In my view, if all site owners and bloggers made just right content as you probably did, the internet will be much more useful than ever before.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Publicidade