ad16
Geral

Governo investe em mobilidade e conecta importantes rodovias

Visita as Obras de Construção do rodoanel (SETRANS) (Foto:Kalberto Rodrigues)
Visita as Obras de Construção do rodoanel (SETRANS) (Foto:Kalberto Rodrigues)

O Piauí, nos últimos anos vem dando um salto importante no que diz respeito à mobilidade urbana. Em todo o Estado, estão sendo construídos quinze rodoanéis ou anéis viários com o objetivo de retirar dos trechos urbanos o tráfego de veículos pesados, evitando acidentes e desafogando o fluxo de veículos nas cidades cortadas por rodovias estaduais e federais.

Os rodoanéis são estradas construídas em perímetros de grandes cidades conectando importantes vias de circulação de veículos para evitar que o tráfego afete vias de menor escoamento. Essas obras estão sendo realizadas pelo Governo do Estado, através do Departamento de Estrada e Rodagem (DER) e da Secretaria Estadual dos Transportes (Setrans).

Os municípios de Barras, Esperantina, Parnaíba, Picos, Floriano, São João do Piauí, Bom Jesus, Canto do Buriti, União e Teresina são algumas das cidades contempladas com os contornos rodoviários no Estado.

Visita as Obras de Construção do rodoanel (SETRANS)( Foto: Kalberto Rodrigues)
Visita as Obras de Construção do rodoanel (SETRANS)( Foto: Kalberto Rodrigues)

De acordo com o governador Wilson Martins, o Piauí em apenas três anos ultrapassou os 3.500 quilômetros. A meta é alcançar no primeiro semestre de 2014 a marca de 4 mil quilômetros de estradas pavimentadas. As rodovias foram executadas com material mais resistente e que garantirá vida longa às estradas. “Além das rodovias, também já entregamos ou estão em processo de construção outros 15 rodoanéis espalhados pelo Estado, que visam desafogar o trânsito na zona urbana das cidades. A melhoria das estradas é uma das prioridades de nosso Governo, pois interliga os municípios, facilitando o escoamento da produção e garantindo melhores condições de vida à população”, ressalta o governador.

A maior obra de intervenção de mobilidade urbana no Piauí está localizada na cidade de Teresina, com mais de 60% dos serviços executados, com investimentos na ordem de R$ 80 milhões. O anel viário de Teresina irá encurtar em 15 quilômetros o percurso desses veículos na capital piauiense, com 28 quilômetros de pista dupla, além de dois viadutos e uma ponte.

No município de Bom Jesus, Sul do Estado, as obras do anel viário da cidade estão em ritmo acelerado e a sua conclusão será importante para melhorar o trânsito e o escoamento do acesso à serra do Quilombo. A obra do contorno rodoviário prevê o melhoramento da pavimentação em AAUQ (Areia Asfáltica Usinada a Quente) de 6,54 quilômetros no entroncamento da BR-135 com o entroncamento com a PI-392 (Currais). Os investimentos são na ordem de R$ 5.885.300,21 e tem prazo de execução de 180 dias.

Segundo João Pinheiro Neto, secretário de Obras do município, Bom Jesus é uma das cidades que mais crescem no Estado, principalmente nos setores de produção agrícola e educação, com isso o trânsito no município tem se tornado intenso. “A construção do anel viário dará melhor fluidez ao trânsito, dando maior segurança a quem trafega pela cidade, retirando um grande número de caminhões e carretas da zona urbana, além de ser uma obra essencial para assegurar as condições ideais para o desenvolvimento da região e o fortalecimento do agronegócio”, conclui o secretário.

Ainda na região Sul, na cidade de Canto do Buriti, a construção do anel viário rodoviário do município prevê a duplicação de 10,89 quilômetros em TSD (Tratamento Superficial Duplo), com canteiro central, no entroncamento das PI-140 e PI-141. Para a construção do anel viário da cidade, estão sendo aplicados R$ 6.959.124,21. A obra encontra-se na fase de terraplanagem e tem prazo de conclusão de 150 dias.

Para o agrônomo Damião Moraes, que trabalha na empresa Itaueira Agropecuária, produtora de melão, o rodoanel de Canto do Buriti, facilitará o transporte dos seus produtos e o desenvolvimento da região. “A construção dessa obra irá ajudar o transporte de produtos como estes, além de dar maior fluidez ao trafego, pois os caminhões terão um local apropriado para transitarem, retirando os veículos pesado de dentro da cidade”, afirma o agrônomo.

Mais obras de mobilidade urbana em Teresina

– Nova Ponte Wall Ferraz

Com investimento de R$24 milhões, serão construídas três novas faixas de rolamento sobre o rio Poti, interligando os bairros Ilhotas e São João. A obra tem por objetivo desafogar a passagem de quem vai da zona Leste para Zona Sul e vice-versa, criando um novo corredor com três faixas a mais que as duas atuais. Os recursos aplicados na nova ponte são oriundos do Tesouro Estadual e financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

– Nova Ponte Frei Serafim

A nova ponte vai trazer fluidez a um dos principais corredores da capital, ligando a Avenida Frei Serafim (Centro) à Avenida João XXIII (Zona Leste). A ponte, com 427 metros de extensão e dez metros de largura, terá três novas faixas. Cerca de R$ 20 milhões estão sendo investidos na obra.

– Prolongamento da Avenida Barão de Castelo Branco

Esta é uma obra executada em parceria com a Prefeitura de Teresina e vai permitir desafogar o tráfego na Avenida Miguel Rosa.

Fonte: Governo do Estado

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

Publicidade