ad16
Geral

Governo investe em mobilidade e conecta importantes rodovias

Visita as Obras de Construção do rodoanel (SETRANS) (Foto:Kalberto Rodrigues)
Visita as Obras de Construção do rodoanel (SETRANS) (Foto:Kalberto Rodrigues)

O Piauí, nos últimos anos vem dando um salto importante no que diz respeito à mobilidade urbana. Em todo o Estado, estão sendo construídos quinze rodoanéis ou anéis viários com o objetivo de retirar dos trechos urbanos o tráfego de veículos pesados, evitando acidentes e desafogando o fluxo de veículos nas cidades cortadas por rodovias estaduais e federais.

Os rodoanéis são estradas construídas em perímetros de grandes cidades conectando importantes vias de circulação de veículos para evitar que o tráfego afete vias de menor escoamento. Essas obras estão sendo realizadas pelo Governo do Estado, através do Departamento de Estrada e Rodagem (DER) e da Secretaria Estadual dos Transportes (Setrans).

Os municípios de Barras, Esperantina, Parnaíba, Picos, Floriano, São João do Piauí, Bom Jesus, Canto do Buriti, União e Teresina são algumas das cidades contempladas com os contornos rodoviários no Estado.

Visita as Obras de Construção do rodoanel (SETRANS)( Foto: Kalberto Rodrigues)
Visita as Obras de Construção do rodoanel (SETRANS)( Foto: Kalberto Rodrigues)

De acordo com o governador Wilson Martins, o Piauí em apenas três anos ultrapassou os 3.500 quilômetros. A meta é alcançar no primeiro semestre de 2014 a marca de 4 mil quilômetros de estradas pavimentadas. As rodovias foram executadas com material mais resistente e que garantirá vida longa às estradas. “Além das rodovias, também já entregamos ou estão em processo de construção outros 15 rodoanéis espalhados pelo Estado, que visam desafogar o trânsito na zona urbana das cidades. A melhoria das estradas é uma das prioridades de nosso Governo, pois interliga os municípios, facilitando o escoamento da produção e garantindo melhores condições de vida à população”, ressalta o governador.

A maior obra de intervenção de mobilidade urbana no Piauí está localizada na cidade de Teresina, com mais de 60% dos serviços executados, com investimentos na ordem de R$ 80 milhões. O anel viário de Teresina irá encurtar em 15 quilômetros o percurso desses veículos na capital piauiense, com 28 quilômetros de pista dupla, além de dois viadutos e uma ponte.

No município de Bom Jesus, Sul do Estado, as obras do anel viário da cidade estão em ritmo acelerado e a sua conclusão será importante para melhorar o trânsito e o escoamento do acesso à serra do Quilombo. A obra do contorno rodoviário prevê o melhoramento da pavimentação em AAUQ (Areia Asfáltica Usinada a Quente) de 6,54 quilômetros no entroncamento da BR-135 com o entroncamento com a PI-392 (Currais). Os investimentos são na ordem de R$ 5.885.300,21 e tem prazo de execução de 180 dias.

Segundo João Pinheiro Neto, secretário de Obras do município, Bom Jesus é uma das cidades que mais crescem no Estado, principalmente nos setores de produção agrícola e educação, com isso o trânsito no município tem se tornado intenso. “A construção do anel viário dará melhor fluidez ao trânsito, dando maior segurança a quem trafega pela cidade, retirando um grande número de caminhões e carretas da zona urbana, além de ser uma obra essencial para assegurar as condições ideais para o desenvolvimento da região e o fortalecimento do agronegócio”, conclui o secretário.

Ainda na região Sul, na cidade de Canto do Buriti, a construção do anel viário rodoviário do município prevê a duplicação de 10,89 quilômetros em TSD (Tratamento Superficial Duplo), com canteiro central, no entroncamento das PI-140 e PI-141. Para a construção do anel viário da cidade, estão sendo aplicados R$ 6.959.124,21. A obra encontra-se na fase de terraplanagem e tem prazo de conclusão de 150 dias.

Para o agrônomo Damião Moraes, que trabalha na empresa Itaueira Agropecuária, produtora de melão, o rodoanel de Canto do Buriti, facilitará o transporte dos seus produtos e o desenvolvimento da região. “A construção dessa obra irá ajudar o transporte de produtos como estes, além de dar maior fluidez ao trafego, pois os caminhões terão um local apropriado para transitarem, retirando os veículos pesado de dentro da cidade”, afirma o agrônomo.

Mais obras de mobilidade urbana em Teresina

– Nova Ponte Wall Ferraz

Com investimento de R$24 milhões, serão construídas três novas faixas de rolamento sobre o rio Poti, interligando os bairros Ilhotas e São João. A obra tem por objetivo desafogar a passagem de quem vai da zona Leste para Zona Sul e vice-versa, criando um novo corredor com três faixas a mais que as duas atuais. Os recursos aplicados na nova ponte são oriundos do Tesouro Estadual e financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

– Nova Ponte Frei Serafim

A nova ponte vai trazer fluidez a um dos principais corredores da capital, ligando a Avenida Frei Serafim (Centro) à Avenida João XXIII (Zona Leste). A ponte, com 427 metros de extensão e dez metros de largura, terá três novas faixas. Cerca de R$ 20 milhões estão sendo investidos na obra.

– Prolongamento da Avenida Barão de Castelo Branco

Esta é uma obra executada em parceria com a Prefeitura de Teresina e vai permitir desafogar o tráfego na Avenida Miguel Rosa.

Fonte: Governo do Estado

Tags

8 Comments

  1. According to my study, after a foreclosures home is offered at a sale, it is common for your borrower to be able to still have some sort ofthat remaining unpaid debt on the personal loan. There are many creditors who seek to have all rates and liens cleared by the up coming buyer. Nonetheless, depending on specific programs, rules, and state guidelines there may be several loans that are not easily resolved through the switch of financial products. Therefore, the responsibility still lies on the borrower that has had his or her property in foreclosure process. Thank you sharing your notions on this web site.

  2. One thing I’d like to touch upon is that weightloss routine fast may be accomplished by the right diet and exercise. People’s size not just affects appearance, but also the overall quality of life. Self-esteem, melancholy, health risks, and physical skills are afflicted in fat gain. It is possible to just make everything right but still gain. In such a circumstance, a medical problem may be the root cause. While too much food but not enough exercise are usually at fault, common medical conditions and widely used prescriptions might greatly add to size. Kudos for your post here.

  3. What i do not understood is actually how you’re not really much more well-liked than you may be right now. You are so intelligent. You realize therefore significantly relating to this subject, produced me personally consider it from numerous varied angles. Its like men and women aren’t fascinated unless it’s one thing to accomplish with Lady gaga! Your own stuffs great. Always maintain it up!

  4. Thanks for your exciting article. Other thing is that mesothelioma cancer is generally attributable to the breathing of dust from mesothelioma, which is a positivelly dangerous material. It really is commonly viewed among workers in the structure industry who’ve long experience of asbestos. It is also caused by moving into asbestos protected buildings for years of time, Inherited genes plays a crucial role, and some individuals are more vulnerable to the risk when compared with others.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

Publicidade