Educação

Governo pagará folha complementar do reajuste de professores em fevereiro

[ad#336×280]Uma comissão formada pelos diretores do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica Pública do Piauí (SINTE-PI) se reuniu na manhã de hoje (29) com os secretários de Educação Estadual, Átila Lira e de Administração Paulo Ivan. Na pauta, o pagamento do reajuste do Piso Nacional da categoria, entre outras exigências.

Foi acordado que os trabalhadores terão um reajuste de 7,97% linear para todas as classes a ser pago a partir de janeiro, como determina a Lei Nacional do Piso. O secretário Paulo Ivan argumentou que, como o reajuste foi confirmado no final do mês, com a folha de pagamento já está pronta, os trabalhadores receberão a diferença de janeiro por meio de uma folha suplementar.

Assembleia dos professores
Assembleia dos professores – Foto: cidadeverde.com

“A tendência é de que essa folha seja paga logo após o término do pagamento regular cuja tabela encerra no dia oito. Em no máximo 72 horas após esse termino estaremos pagando a filha suplementar”, disse ele. Com o aumento, o piso dos professores passará de R$ 1.681 para R$ 1.814,98.

À frente da comissão, a professora Odeni de Jesus da Silva ainda cobrou outras providências do Governo do Estado para melhorar a situação dos trabalhadores, entre estas, a atualização do Plano de Cargo e Carreiras da Categoria que está defasado.

Ficou acertado que o SINTE-PI elaborará uma proposta a ser entregue em 30 dias, na qual,delineará todos os pontos críticos da educação pública básica do estado do Piauí.

Os secretários acentuaram que essa proposta do SINTE-PI depois de discutida, será encaminhada Assembleia Legislativa para que seja aprovado,desde que o impacto financeiro ocorra a partir de 2014.

Outro ponto amplamente debatido foi a questão dos vales-transportes, com os secretários afiançando que analisarão a situação de todos os níveis dos servidores, objetivando encontrar uma solução definitiva.

Outra questão que ficou bem encaminhada foi a relativa aos funcionários da Educação, especialmente os vigias das escolas do interior que segundo o SINTE-PI, em muitos casos estão com férias atrasadas e gratificações a receber por coberturas das férias de outros colegas.

O Secretário Átila Lira afirmou que encaminhará ofício a todas as gerências regionais da Secretaria de Segurança solicitando informações sobre a situação dos vigias para que o problema seja resolvido.

Tags
LER MATÉRIA COMPLETA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também