ad16
GeralSaúde

Hemocentro de Picos realiza campanha de doação

Campanha pretende intensificar o número de doadores
Foto: Daniela Meneses

O Hemocentro Regional de Picos deu início nesta segunda (19) à campanha de doação de sangue, e irá se estender até a próxima semana.
Anualmente, o Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue é celebrado em 25 de novembro, e neste período os principais serviços de coleta de sangue sempre realizam atividades para aumentar o número de doações.

 Esse esforço pelo aumento das doações ocorre sempre em novembro pelo fato de a falta de estoques em unidades de saúde ser habitual em dezembro e janeiro, período em que há diminuição do número de doadores por causa das férias e festas. Ao mesmo tempo, é quando há um aumento no número de acidentes, elevando a demanda por sangue.

Segundo o diretor do Hemocentro Caio Santos, a expectativa é de que pelo menos 300 doadores compareçam ao hemocentro e doem sangue.  Ele afirma que, por situar em um entroncamento rodoviário, e o fato de acontecer muitos acidentes, a demanda em Picos é muito grande.

“É necessário que as pessoas conheçam a importância da doação, pois uma bolsa de sangue pode ajudar até quatro pessoas. Até o término da campanha estaremos fazendo apelo para que civis compareçam e ajudem a salvar vidas. O hemocentro de Picos está bem equipado, com uma ótima estrutura que pode atender até 80 doadores por dia”, informou Caio Santos.

“eu sempre tive a vontade de ajudar as pessoas, e o desejo de doar sangue, mais era impedida quando tinha menos de 18 anos, mas hoje esse desejo pôde ser realizado, estou doando sangue pela primeira vez e fico feliz sabendo que posso salvar até quatro vidas” relatou a estudante Denise Santos.

A campanha está recebendo o apoio do Rotary Clube e da loja Maçônica Cavaleiros do Piauí.

O doador deve…
– trazer documento oficial de identidade com foto;

– estar bem de saúde;
– ter entre 18 e 67 anos;
– pesar mais de 50 Kg;
– não estar em jejum; evitar apenas alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação.

Impedimentos temporários
– Febre
– Gripe ou resfriado
– Gravidez
– Pós-parto: parto normal, 90 dias; cesariana, 180 dias
– Uso de alguns medicamentos
– Pessoas que adotaram comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis.

Cirurgias e prazos de impedimentos 
– Extração dentária: 72 horas
– Apendicite, hérnia, amigdalectomia, varizes: três meses
– Colecistectomia, histerectomia, nefrectomia, redução de fraturas, politraumatismos sem seqüelas graves, tireoidectomia, colectomia: 6 meses
– Ingestão de bebida alcoólica no dia da doação
– Transfusão de sangue: 1 ano
– Tatuagem: 1 ano
– Vacinação: o tempo de impedimento varia de acordo com o tipo de vacina

Impedimentos definitivos
– Hepatite após os 10 anos de idade
– Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: hepatites B e C, Aids (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas
– Uso de drogas ilícitas injetáveis
– Malária

Intervalos para doação 
– Homens: 60 dias (até 4 doações por ano)
– Mulheres: 90 dias (até 3 doações por ano)

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade