ad16
https://ead.uninta.edu.br/
AutoPECASonline24.pt
DestaquesPolícia

Homem é assassinado com dez pauladas em Picos

Da Redação
Maria Moura

Francisco das Chagas Gomes Lacerda

Na noite do último sábado (06) Francisco das Chagas Gomes Lacerda, 31, foi agredido a pauladas. De acordo com informações da Polícia Militar, o crime ocorreu enquanto a vítima tentava arrombar uma loja na Travessa 15 de Novembro, no Centro de Picos. Um vigia teria visto e impedido a ação desferindo dez pauladas contra Francisco das Chagas, que não resistiu aos ferimentos e faleceu por volta das 9h40 do último domingo (7), no Hospital Regional Justino Luz.

A Polícia Militar foi acionada e após realizar buscas e colher informações acabou chegando a José Ribamar da Silva, 45, que confessou ter agredido o rapaz e, segundo relatos da PM, não demonstrou nenhum tipo de remorso por sua morte.

Arma usada no crime

De acordo com informações do delegado da Policia Civil de Picos, Abelardo Oliveira, o agressor era vigia de alguns comércios da Rua Joaquim Baldoíno e “por volta das 4h da manhã se deparou com uma pessoa pegando a sua bicicleta. Nesse momento ele correu atrás do rapaz e conseguiu pegar a bicicleta de volta. Por volta das 4h30 da manhã ele relata que viu o mesmo rapaz tentando arrombar um cadeado de um comércio. Nesse momento, ele não esperou outra coisa senão desferir dez cacetadas na cabeça da vítima”, explicou.

José Ribamar da Silva

A Polícia Militar localizou José Ribamar por volta das 10h, nas proximidades da Rua Coronel Raimundo Rodrigues. De posse da arma do crime, ele não apresentou resistência à prisão e confessou a agressão. José Ribamar teria afirmado que “se fosse possível matava mais, pois, como vigia, tinha a obrigação de tirar essas pessoas do meio da sociedade”.

“Nós vimos que é uma pessoa que sofre das faculdades mentais, embora a família não tenha nenhum documento que comprove isso”, informou o delegado Abelardo.

José Ribamar encontra-se preso na Central de Flagrantes de Picos. Caso comprovado que o acusado tenha realmente problemas mentais, a Justiça decidirá que providências serão tomadas a respeito.

Informações paralelas dão conta de que a violência do crime teria relação com a suposta bissexualidade da vítima.

[ad#ad-3]

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade