Categorias
Destaques Geral

II Seminário sobre Direitos Humanos é realizado em Picos

O auditório lotou de jovens e a população em geral

[ad#336×280]Com o tema “Picos uma Cidade Para Todos”, foi realizado na manhã desta sexta-feira (17) no auditório da Associação Comercial, o II Seminário Municipal de Direitos Humanos. O evento foi idealizado pela Prefeitura de Picos, através da Coordenadoria de Direitos Humanos e Livre Orientação Sexual.

Jovens e a população em geral lotaram o auditório para participar do seminário que tratou de vários temas sobre o preconceito homofóbico como; Laicidade do Estado, Direito de Família, Saúde e Educação como principio básico dos direito humanos.

Segundo a organizadora do evento e coordenadora de Direitos Humanos e Livre Orientação Sexual de Picos Jovanna Baby, o seminário é importante porque traz a tona vários temas importantes que eram cultos e que a sociedade às vezes conhecia e não queria discutir. ”São temas importantes que precisam dos olhos atentos dos gestores públicos”, frisou.

Auditório lotado-Foto: Romário Mendes
Auditório lotado-Foto: Romário Mendes

Ela também lamenta que em Picos o tema ainda não era discutido, uma vez que é muito controverso. “Mas vamos mudar essa história e através desse seminário vamos trazer esses temas em discussão e vamos leva-lo para os gestores do município e a sociedade em geral para traçarmos políticas públicas para inibir alguns comportamentos que tem prejudicado a nossa população de Picos”, frisou.

Ministraram palestras no evento, a secretaria de Saúde Ana Eulálio, a professora e mestra em Direitos Humanos Adreya Lorena e o assessor jurídico do gabinete do prefeito Kleber, o advogado José Neto Monteiro.

Palestrantes do evento-Foto: Romário Mendes
Palestrantes do evento-Foto: Romário Mendes

Zé Neto ministrou a palestra sobre a “Laicidade do Estado”. O advogado falou que foi uma grande satisfação proferir uma palestra no evento e acrescenta sua palestra fala sobre a religiosidade e a liberdade religiosa presente na constituição 1988 que denomina o estado brasileiro como o estado laico.

“Mostramos como a constituição de 88 se comporta nesse modelo de estado que já sabemos que um dia a religião católica já foi a principal religião do Brasil e fizemos retrospecto de como essa constituição veio a ser homologada”, frisou.

 O evento encerrou às 14h e contou com a presença da secretária de Trabalho e Assistência Social Cecília Nery, o secretário de Educação Padre Walmir Lima, o coordenador da Juventude Rodrigo Lima, o vereador Wellington Dantas (PT) e o presidente do Grupo Adimó Mano Chagas.

Autoridades compareceram ao vento-Foto: Romário Mendes
Autoridades compareceram ao vento-Foto: Romário Mendes

Os comentários estão desativados.