ad16
CidadeDestaquesTodas as Notícias

Indústria Coelho é vendida por R$ 15 milhões

[ad#336×280]Há mais de um mês a Justiça do Trabalho no Piauí lançou o edital de venda dos imóveis da antiga Indústria Coelho S/A com a finalidade de pagar as causas trabalhistas, onde 1.130 antigos funcionários ainda esperavam seus direitos. Conforme documento, o patrimônio corresponde a uma área de 33,02 hectares. Os imóveis poderiam ser alienados juntos ou separadamente e o pagamento ser feito à vista ou em parcelas.

Após um longo período de negociações entre a Justiça do Trabalho de Picos e vários empresários, a proposta que foi considerada dentre todas as outras a mais aceitável foi a do grupo picoense R. Sá. Proposta esta, que foi formalizada na última terça-feira (18) onde o grupo ofereceu R$ 15 milhões pelo patrimônio.

Vista da entrada prinicpal das Indústrias Coelho em Picos. - Foto: José Maria Barros
Vista da entrada prinicpal das Indústrias Coelho em Picos. – Foto: José Maria Barros

A venda da indústria se concretiza como a maior execução trabalhista do Estado do Piauí. Para o Juiz Titular da Vara de Picos, Ferdinand Gomes dos Santos, que conduz o processo desde agosto de 2012, o imóvel é muito valioso e possui proporções muito elevadas.

“Após a formalização da proposta foi-se verificado os créditos e a garantia do grupo proponente e a partir dessa análise constatou-se que a melhor proposta foi lançada pelo grupo picoense. A mesma não cobre a dívida trabalhista, porém, ao ver desse humilde magistrado, atende ainda que não integralmente as expectativas que foram construídas em todo esse período de conversação e de busca de um comprador para o imóvel”, explicou o juiz.

O valor será pago em três anos, com uma parcela inicial de R$ 3. 500.000, 00 em aproximadamente 30 dias após a compra, o mesmo valor será pago no primeiro e segundo ano e a última parcela será paga no terceiro ano, onde o grupo pagará R$ 4.500.00,00. As datas de pagamento ainda serão estabelecidas entre as partes.

Ainda segundo o magistrado a negociação não foi coisa de uma semana. “Foi um negócio em que já vínhamos trabalhando em busca de avanços, conversamos com vários outros empresários da região, divulgamos e procuramos diversos meios. Um grupo de técnicos avaliou os imóveis em R$ 30.385.000,00, porém, trabalhamos com as margens que o mercado pode nos oferecer e sabemos que esse valor é apenas o estimado.”

Após a venda do patrimônio, se encerra assim um processo judicial que vem se arrastando há alguns anos e gerou muito desgaste para a justiça e para todos os trabalhadores que esperavam por seus direitos trabalhistas.

Com o valor da venda, os funcionários receberão o equivalente a 62,8% das suas dívidas trabalhistas, assim o pagamento será feito de forma proporcional ao que cada ex-funcionário ainda tem a receber. Com o fechamento do processo, agora o juiz trabalha com mais uma venda de grande porte, que é um terreno de 316 hectares, localizado no município de Itainópolis, que será colocado à venda em breve.

Fonte: Jornal O Povo de Picos

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade