ad16
DestaquesEsporteTodas as Notícias

Jogador de Jaicós decide, Fortaleza vence Alianza Lima e respira na Libertadores da América

Com o resultado, o Leão assume a terceira colocação do Grupo F com três pontos e aguarda River Plate x Colo-Colo, ambos com seis, que duelam logo em seguida.

Foi sofrido, mas o Fortaleza conseguiu, pela primeira vez, sair de campo em um jogo de Libertadores da América com uma vitória. Nesta quarta-feira, na Arena Castelão lotada, o Leão derrotou o Alianza Lima por 2 a 1, somou três pontos e respirou na competição. Após as derrotas nas duas rodadas iniciais, o triunfo dá esperança de classificação à equipe comandada por Juan Pablo Vojvoda.

Silvio Romero e Hércules, natural de Jaicós no Piauí, marcaram para o Fortaleza; Pablo Lavandeira descontou para o time peruano. Com o gol da primeira vitória do Leão na história da CONMEBOL #Libertadores, o jovem piauiense foi eleito #BestOfTheMatch contra o #AlianzaLima.

Com o resultado, o Leão assume a terceira colocação do Grupo F com três pontos e aguarda River Plate x Colo-Colo, ambos com seis, que duelam logo em seguida.

SÓ DEU LEÃO!

O Fortaleza foi dominante no primeiro tempo, mas pecou nas finalizações. Com mais posse de bola, demorou para ter chances, com a primeira surgindo aos 17′, em cobrança de escanteio de Lucas Lima e Marcelo Benevenuto cabeceou com perigo.

Mais tarde, Matheus Jussa tentou quebrar a defesa peruana com chute de fora. Em seguida, Moisés recebeu de Romero, limpou a marcação e finalizou fraco. Aos 36′, Moisés acionou Pikachu, que bateu cruzado, com perigo. Benevenuto tentou afastar o perigo e quase complicou a vida do goleiro Max Walef.

Na reta final, Moisés puxou bom contragolpe, deixou Romero cara a cara com o goleiro, mas o argentino chutou em cima.

LEÃO RUGE!

​Logo aos cinco minutos, Lucas Lima acionou Pikachu na lateral direita, o camisa 22 passou para Romero, que de primeira, acertou o canto esquerdo e abriu o placar para o Leão do Pici. O Alianza Lima respondeu com Hernán Barcos, que recebeu da entrada da área e arrematou com perigo.

Aos 24′, Benítez mandou bola na área, Lavandeira subiu para cabecear e empatou o confronto. Mais tarde, aos 33′, Depietri puxou contragolpe, Pikachu foi acionado, tocou para Hércules. o volante finalizou no cantinho, chorado, e conseguiu o gol da vitória.

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA
Fortaleza x Alianza Lima
Local:
 Arena Castelão, Fortaleza-CE
Data/horário: 27/04/2022 – 19h (de Brasília)
​Árbitro: Carlos Betancur (COL)
Assistentes: Sebastian Vela (COL), Jhon Gallego (COL).
Quarto árbitro: Bismarks Santiago (COL)
Cartões amarelos: Arley Rodríguez (Alianza Lima)
Cartões vermelhos: –
GOLS: Silvio Romero (5’/2T) (1-0), Lavandeira (24’/2T) (1-1), Hércules (33’/2T)

Fortaleza – Técnico: Juan Pablo Vojvoda 
Max Walef, Ceballos, Benevenuto, Titi; Pikachu (Tinga 41’/2T), Felipe, Matheus Jussa (Hércules 31’/2T), Lucas Lima (Depietri 31/2T), Lucas Crispim; Moisés (José Welison 43’/2T) e Silvio Romero (Renato Kayser 22’/2T).

Alianza Lima – Técnico: Carlos Bustos
Campos; Y. Vílchez, C. Ramos, Míguez, F. Rojas (Aguirre 36’/2T); Ballón, E. Benítez (Lagos 28’/2T), Lavandeira (Valenzuela 28’/2T), Concha; Barcos e Benavente (Arley Rodríguez 10/2T).

A História do Jaicoense

De acordo com o Portal Noticiei, o filho de dona Maria Íris Pereira dos Santos e José Creomar começou numa escolinha em Jaicós que era de um treinador de Picos. A escolinha foi fechada, deixando o garoto muito triste, pois já gostava de treinar ali.

Foi até que um amigo lhe contou sobre uma escolinha localizada em Geminiano-PI, e alí ele voltou a treinar. O jovem conta que depois disso foi a Recife fazer testes, era para ficar no Sport, porém ele era muito novo e o clube não tinha alojamento para a categoria. Voltou ao Piauí e um tempo depois resolveu tentar o sucesso em São Paulo.

Entrou no São Bernardo no estado de São Paulo, ficou 8 meses longe da família, o que foi muito difícil. Mas isso lhe deu forças para não desistir. Ao voltar à sua terra natal para passar as féries, Hercules não quis retornar para São Bernardo, por conta da distância de sua família.

“Eu tava com saudade da família, aí decidi voltar e não retornei mais. E fiquei no Piauí. Aí conheci o Lino que tinha um projeto em Acopiara no Ceará. Ele me viu jogar, gostou e me levou pra lá”, relata o jovem jogador.

Pouco tempo depois ele foi à capital, Fortaleza, para fazer avaliação e primeiro foi chamado para jogar no Tiradentes, onde começou sua vida profissional no futebol, pouco tempo depois, o Atlético Cearense o viu jogando, teve interesse e fez uma boa proposta. Lá ele chegou com um bom contrato e foi pelo Atlético – CE que disputou a Copinha e fez gol logo na estreia. Depois fez sua estreia como profissional pelo Atlético Cearense, renovou o contrato, dispuando a Série A do campeonato Cearense. No profissional, se destacou pelo time e foi jogador muito importante na classificação do time para a Série D do Campeonato Brasileiro.

Fonte: Lance

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.