ad16
DestaquesGeral

Tribunal do Júri condena assassinos de Titico Barbosa

Por volta da 6h20 da manhã desta sexta-feira(13), terminou o julgamento de Josimar Holanda Nunes, o Mazinho, e José Gonçalves Nunes, o Zé Neto, acusados  pela morte do vereador Titico Barbosa assassinado com disparos de arma de fogo e facadas, quando comemorava a reeleição, na noite de 14 de outubro de 2012, no povoado Angical dos Domingos, no município de Picos. A sessão do Tribunal do Júri  foi  presidida pela juíza da 5ª Vara da Comarca de Picos, Nilcimar Araújo.

Mazinho e Zé Neto recebendo a sentença da juíza Nilcimar-Foto: Romário Mendes
Mazinho e Zé Neto recebendo a sentença da juíza Nilcimar-Foto: Romário Mendes

O julgamento iniciou nas primeiras horas da manhã de ontem, dia 12 de fevereiro, entrou na madrugada e só terminou na manhã de hoje (13).

Encerrado o julgamento a juíza Nilcimar Araújo leu a sentença através da qual Josimar Holanda Nunes, o Mazinho foi condenado a 27 anos  e 11 meses de reclusão, 2 meses e 27 dias de prisão simples  e 190 dias multas.  Ele foi condenado por homicídio, lesão corporal, posse de arma branca e de fogo. Já José Gonçalves Nunes, o Zé Neto foi condenado a 42 anos , 09 meses  e 15 dias de reclusão, além de 02 meses de prisão simples  e 190 dias multa. Ele foi condenado pelo assassinato do vereador , além de porte de arma branca e de fogo e tentativa de homicídio.

Juri popular do caso Titico Barbosa-Foto: Romário Mendes
Juri popular do caso Titico Barbosa-Foto: Romário Mendes

O advogado de defesa dos acusados  e agora condenados pela morte do vereador Titico Barbosa foi o advogado criminalista Nazareno The, da capital do Estado que possui em seu curriculum uma trajetória bem sucedida na advocacia piauiense sobre tudo,  defendendo casos polêmicos. A defesa anunciou que vai recorrer da decisão.

Na acusação atuou o advogado criminalista e professor universitário Herval Ribeiro, natural da cidade de Santa Cruz do Piauí e vem se notabilizando na advocacia piauiense.

Atualização às 22h58

O julgamento do caso Titico Barbosa continua e deve entrar na madrugada. Neste momento está acontecendo os debates do advogado de defesa, Nazareno Thé; do advogado de acusação, Herval Ribeiro e dos promotores Marcelo Monteiro e Carlos Rogério.

Atualizada às 20h30

No final da tarde, por volta das 18h09min, o acusado Zé Neto deu inicio ao seu depoimento, onde preferiu não se pronunciar alegando não se lembrar dos fatos na noite do crime. A partir de então é encerrado os depoimentos e se tem inicio os debates, entre os assistentes de acusação, defesa e a promotoria pública representada pelo promotor Marcelo Monteiro. Cada um respectivamente, poderá se manifestar por duas horas e meia havendo direito a replicas e treplicas.

Atualizada às 16h22

As testemunhas arroladas pela defesa são liberadas da sessão. As mesmas foram liberadas pelo advogado Nazareno Thé também acordado pela juíza Nilcimar Araújo.

Atualizada às 16h12min

Neste momento, o acusado Mazinho começa a dar seu depoimento. O outro acusado Zé Neto é levado para uma outra sala.

Atualizada às 12h15min

Neste momento, Francisco das Chagas Pio, uma das vítimas lesionadas no dia do crime presta seu depoimento. Ele foi esfaqueado e atingido com um tiro no pé durante a confusão. A outra vítima, Vanessa Pio também já prestou seu depoimento.Ambos estavam presentes na cena do crime.

Na manhã desta quinta-feira, 12, por volta das 10h40min, teve inicio o julgamento dos réus, Josimar Holanda Nunes, o “Mazinho” e José Gonçalves Nunes, o “Zé Neto”, acusados de assassinar o vereador Titico Barbosa, 41 anos, morto a tiros e facadas no dia 14 de outubro de 2012, no Povoado Angical dos Domingos. O julgamento acontece neste momento no Fórum de Picos, onde 14 pessoas serão ouvidas, dentre elas 10 testemunhas arroladas pela acusação e defesa, os réus e as vitimas – Vanessa Pio e Francisco e Francisco das Chagas Pio que foram lesionadas no dia do crime.

IMG_1858

O julgamento é presidido pela juíza da 5ª Vara Criminal, Nilcimar Araújo, e a expectativa é que o  mesmo se estenda durante todo o dia. A juíza Nilcimar Araújo realizou o sorteio dos sete jurados para o Tribunal do Júri que irão julgar os acusados, antes do início da sessão judicial.

IMG_1870

Os acusados, Mazinho e Zé Neto chegaram ao Fórum  de Picos por volta das 8hoo sob forte escolta policial, e recebidos com forte aplauso pelos seus familiares presentes. Nas primeiras horas da manhã já era grande a movimentação de pessoas pelas dependências do Fórum.

Chegada dos réus ao Fórum
Chegada dos réus ao Fórum – Foto: Paula Monize

O assistente de acusação, Herval Ribeiro, diz acreditar na condenação dos acusados, pois as provas são irrefutáveis. “Todas as testemunhas arroladas pela acusação, são testemunhas que viram quando o Mazinho (armado) juntamente com o seu pai Zé Neto assassinaram com 15 lesões a vítima” afirma Herval Ribeiro.

Tese contestada pela acusação

IMG_1842Herval Ribeiro ainda contesta a tese apresentada pela defesa, onde Mazinho teria assassinado o vereador Titico Barbosa em legítima defesa. Segundo ele, pelo próprio senso comum esta assertiva não tem validade, pois Mazinho saiu do bar, se deslocou até sua residência onde se armou “algo já pensado”, acrescenta o assistente de acusação.

“Outro ponto que questionamos é quando o acusado Zé Neto chega a dizer que não possuía nenhuma arma, faca, quando mais de 10 testemunhas já deram seu depoimento que não viram somente ele armado de faca, de espingarda, e mais o primeiro tiro dado contra o vereador Titico Barbosa foi do acusado Zé Neto”, explica Herval Ribeiro.

Defesa

O assistente de defesa, Nazareno Thé, ressalta que a sua expectativa é que a Justiça seja feita, e que os membros do júri popular não se sintam pressionados.  “Esperamos que haja a distribuição de justiça, que todas as pessoas estejam prontas para quando integrarem o tribunal popular do júri, elas possam ter consciência de que etá sendo julgado dois cidadão de Picos por uma imputação gravíssima que o estado faz  a ele, mas que esses dois cidadão também tem direito a ter um julgamento justo”, disse Nazareno Thé.

IMG_1853

Relembre o caso

O vereador Francisco de Assis Pio da Silva, mais conhecido como Titico Barbosa, 41 anos de idade, foi assassinado na noite do dia 14 de outubro de 2012, por volta das 18h30, com disparos de arma de fogo e a facadas. Ele estava em um  bar no povoado Angical dos Domingos, distante cerca de 20 quilômetros da sede do município.

O crime teria sido motivado por uma discussão iniciada entre parentes do vereador e um dos acusados, cuja discussão terminou, provocando uma briga entre o primo do vereador Titico, Pedro Feitosa Pio (assessor de Titico) e o acusado identificado  por Mazinho que também estava no bar. Após o desentendimento entre Pedro e Mazinho, o acusado se retirou do local e minutos depois retornou em companhia do pai, Zé Neto, atirando contra o vereador que tentou correr, mas acabou sendo alvejado e morto. O primo de Titico,  Francisco das Chagas Pio da Costa (Chiquinho) foi  ferido com uma facada e encaminhado ao Hospital Regional de Picos onde se submeteu a uma  cirurgia conduzida pelo  médico plantonista do HRJL . Além dele, Pedro também ficou ferido.

IMG_1859

IMG_1862

IMG_1844

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Publicidade