ad16
DestaquesSaúde

Justiça decreta ilegalidade da greve dos médicos e determina suspensão imediata do movimento

Saúde Concurso
Foto: Ilustração

O desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí, Erivan Lopes, decretou nesta segunda-feira (26) a ilegalidade da greve dos médicos. A decisão determina a suspensão imediata do movimento e de paralisação sob pena de pagamento de multa diária de R$ 50 mil.

Segundo o Procurador Geral do Estado, Kildere Rone, o desembargador entendeu que a greve representava risco e feria o direito à vida da população. “Toda a categoria deve retornar às atividades de imediato. Buscamos essa decisão, porque estava havendo o comprometimento no atendimento de urgência e emergência”, afirma.

Rone explica que o Governo Estadual vem fazendo o possível para atender as reivindicações da classe médica, mas que não pode negligenciar a necessidade dos piauienses em serem atendidos na rede de Saúde. “O Estado melhorou consideravelmente a remuneração dos médicos e, comparado a outros estados, o Piauí se destaca no que diz respeito aos investimentos em Saúde”, finaliza.

Fonte: Ccom

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade