ad16
PolíciaTodas as Notícias

Mãe relatou morte de bebê como acidental e mudou versão após prisão do marido, suspeito do crime, em Elesbão Veloso

O homem de 36 anos foi preso suspeito de agredir até a morte o próprio filho de sete meses, além de manter em cárcere privado a esposa, a sogra e o filho de dois anos. O caso aconteceu em Elesbão Veloso.

morte do bebê de 7 meses que teria sido assassinado pelo próprio pai na cidade de Elesbão Veloso foi registrada como “morte acidental” quando aconteceu, há cerca de um mês. Na última segunda-feira (28), a mãe, o irmão e a avó da criança, que eram mantidos em cárcere privado pelo suspeito foram libertados pela Polícia Militar. As informações são do G1 Piauí.

Segundo o delegado Felipe Andrade, da delegacia de Elesbão Veloso, o bebê morreu há cerca de um mês. Na época, a família relatou que a criança havia morrido após cair de uma rede, e que a queda teria sido provocada pelo irmão, de dois anos.

“A priori eles relataram que havia sido uma morte acidental, mas quando o suspeito foi preso, elas mudaram a versão, e disseram que o que aconteceu foi um homicídio. Agora estamos investigando essa denúncia, de homicídio”, contou o delegado Felipe Andrade.

O suspeito, um homem piauiense de 36 anos, foi preso em flagrante pelos crimes de cárcere privado e ameaça. Se confirmadas as acusações, o homem deve responder também pelo crime de homicídio.

A situação de cárcere teria começado na mesma época em que a criança morreu. Após a prisão, segundo a polícia, o homem confirmou que mantinha a família em cárcere privado por ter ciúmes de sua companheira.

Segundo o delegado, a família havia chegado há pouco tempo em Elesbão Veloso. A esposa e a mãe são naturais do Maranhão. A polícia verificou ainda que havia um mandado de prisão em aberto expedido pela 2ª Vara da Comarca de Presidente Dutra-MA, contra o homem, pelos crimes de cárcere privado, ameaça, lesão corporal e violência doméstica.

Cárcere privado e ameaça

Um homem identificado apenas pelas iniciais R.S.S., 36 anos, foi preso na segunda-feira (28) suspeito de matar o próprio filho de sete meses agredido e de manter em cárcere privado a esposa, a sogra e o filho de dois anos. O caso aconteceu no bairro Matias, em Elesbão Veloso, que fica 167 km ao Sul de Teresina.

Segundo a Polícia Militar, a prisão aconteceu na casa onde a família vivia, após denúncias de Conselheiros Tutelares da cidade. Chegando ao local, os policiais testemunharam esposa, sogra e filho do homem sob cárcere.

A mulher do suspeito, de 20 anos, contou a situação que vivia com o filho e a mãe, 61 anos. Ela contou ainda, segundo os policiais, que sofria ameaças e agressões do homem e que ele teria matado o filho mais novo do casal porque a criança chorava demais.

Após a prisão, segundo a polícia, questionado sobre as acusações, o homem confirmou que mantinha a família em cárcere privado por ter ciúmes de sua companheira.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.