ad16
GeralTodas as Notícias

Mais de 190 mil famílias podem perder benefícios no Piauí; saiba como regularizar

Um levantamento realizado pela Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Sasc) aponta que mais de 190 mil famílias podem perder benefícios assistenciais no Piauí devido à falta de atualização cadastral. O número representa quase um terço do total de beneficiários no Piauí, que chega a aproximadamente 600 mil, segundo alertou o gerente de transferência de renda da Sasc (Secretaria de Assistência Social e Cidadania), Roberto Oliveira. 

Um levantamento realizado pela Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Sasc) aponta que mais de 190 mil famílias podem perder benefícios assistenciais no Piauí devido à falta de atualização cadastral. O número representa quase um terço do total de beneficiários no Piauí, que chega a aproximadamente 600 mil, segundo alertou o gerente de transferência de renda da Sasc (Secretaria de Assistência Social e Cidadania), Roberto Oliveira. 

As famílias que precisam atualizar o cadastro estão inscritas nos mais diversos programas sociais, como o Auxílio Brasil (antigo Bolsa Família), BPC, Tarifa Social e Passe Idoso, por exemplo. Segundo Oliveira, não há uma região que concentre a quantidade de beneficiários que precisam atualizar o cadastro. De acordo com o gerente, as 190 mil famílias estão distribuídas em todo o Piauí. 

“As cidades que detêm o maior número de habitantes, consecutivamente têm a maior quantidade de famílias que precisam atualizar seu Cadastro Único. Não há como precisar que região tem mais famílias nessas situações. Por isso, o beneficiário deve procurar o setor público para se informar sobre sua situação”, frisou o gerente Roberto Oliveira. 

Como atualizar cadastro 

Para atualizar o cadastro, o representante familiar deve ir até o CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) da sua região portando RG, CPF e um comprovante de endereço atualizado para que os funcionários avaliem sua situação. 

“O certo é que todas as famílias devem atualizar o cadastro a cada dois anos. Se não for feita essa atualização nesse período, provavelmente a família estará precisando atualizar o cadastro. Mas, a recomendação é que ela procure um CRAS para saber como está seu benefício”, acrescentou Roberto Oliveira. 

O beneficiário pode procurar o CRAS até o final de dezembro. No entanto, a recomendação da SASC é que as famílias possam ir até os Centros de Assistência Social o mais breve possível e que não esperem o benefício ser cancelado. 

Atualmente, as famílias recebem em média um benefício de R$ 400 mensais, segundo o gerente Roberto Oliveira. Esse  valor varia conforme o benefício, mas, a média, não passa do valor mencionado pelo gerente. 

Para mais informações, entre em contato com a Secretaria da Assistência Social e Cidadania (SASC) através dos contatos (86) 3222-4679 / 3226-1974 / 3223-7201 ou vá até o CRAS mais próximo da sua região. 

Fonte: Nataniel Lima/Cidade Verde

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.