ad16
Eleições 2016GeralPolítica

Maklandel quer cortar número de cargos comissionados e fundir secretarias

O candidato ao governo do Estado pela coligação “O poder popular na construção do socialismo”, Maklandel Aquino (PSOL), defendeu a redução no número de cargos comissionados no governo do estado, justificando que isso consome os recursos impossibilitando o aumento nos salários dos servidores e a realização de obras pelo Piauí.

“Os recursos públicos devem ser gastos da melhor forma possível para que contemple as necessidades da população. Não dá pra ter 14 mil cargos comissionados sendo que os servidores públicos reivindicam o aumento salarial” disse.

Maklandel Aquino (PSOL) - Foto: Reprodução/ Paula Monize
Maklandel Aquino (PSOL) – Foto: Reprodução/ Paula Monize

Maklandel acusou o Estado de usar os cargos para beneficio próprio, principalmente no período eleitoral.

“O Estado diz que não tem condições de bancar esse aumento por causa da Lei de Responsabilidade Fiscal, mas na hora de garantir gratificações elevadas para seus apadrinhados e seus cabos eleitorais eles conseguem os recursos. Cargos estes utilizados principalmente em ano eleitoral ” afirmou o candidato.

Para enxugar a máquina pública, o candidato do PSOL propôs a extinção de algumas superintendências e a fusão de secretarias.

“Temos diversas superintendências que não tem a resolutividade que deveria ter, duas ou três estão executando as mesmas atividades. Sem falar nas secretarias que poderiam ser fundidas para o governo conseguir os recursos necessários para outros investimentos importantes” finalizou.

Nesta terça-feira (12), Maklandel esteve e debate promovido por emissora de rádio da capital e a tarde participou de caminhada no bairro Saci.

FONTE: Cidade Verde

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade