ad16
DestaquesEconomiaLinks PatrocinadosTodas as Notícias

Marketing & Negócios – O futuro do varejo está na palma da sua mão

Picoenses criam startup que prometeve conectar varejistas offline aos consumidores conectados.

Quem vive em cidades pequenas, especialmente no Nordeste, conhece bem aqueles mercadinhos e mercearias antigas onde o dono tem cabelos brancos e conhece todos os clientes pelo nome.

Mesmo que você nunca tenha entrado em uma mercearia dessas, já deve ter ido muitas vezes ao mercado fazer compras em família, ou ao shopping com amigos aos finais de semana.

Seja uma pequena mercearia, um grande mercado ou um gigantesco shopping, a lógica é a mesma: o cliente é quem sempre busca pela marca ou produto.

Só que desde a invenção do smartphone, tudo isso começou a mudar.

Essa semana eu fui passei quase três horas no Centro de Picos estudando o comportamento de compras e observando o movimento do Centro Comercial da terceira maior economia do estado do Piauí. Constatei que a grande maioria das lojas estava completamente vazia de clientes.

Lembrei-me da frase do expert em Marketing, Erico Rocha: “O cliente não quer mais ir até as marcas e produtos, ele quer que tudo isso chegue até ele da forma mais natural e conveniente possível”.

Baseando-se em pesquisas de comportamento dos consumidores picoenses no universo virtual os profissionais de TI, Leonardo Neiva e Dênis Paiva, juntamente com o publicitário Raí Silva Junior, criaram uma plataforma focada no varejo local: https://www.kinuncio.com.br/. Um aplicativo linkado a uma plataforma interativa e inteligente, cujo objetivo é oferecer aos usuários experiência de compra através do telefone: acessando promoções, criando listas de compras com possibilidade de fazer pedidos e reservas em todas as lojas do varejo picoense.

Os idealizadores da startup acreditam que o comportamento de compra mudou e a tendência é que mude mais ainda nos próximos anos. Não é mais a loja perto de você que ganha sua confiança: é a que mais aparece na sua timeline, a que oferece mais serviços no mesmo app que você usa, a que oferece cupons no dia do seu aniversário e manda SMS com mensagens engraçadinhas no meio do jogo do Brasil.

Estar onde o cliente também está é a nova forma de varejistas e marcas mostrarem e venderem seus produtos. Quem dominar melhor essas tendências ficará mais presente no dia a dia dos clientes, terá os dados para oferecer exatamente o que eles precisam e se destacará no mercado.

Empresas como Alibaba dominam isso com perfeição, e conseguem bilhões de dólares em vendas graças a sua presença no celular do cliente certo, na hora certa e com o produto certo.

E se você acha que isso acontece “por que é na China”, não se engane: a AliExpress, o braço ocidental da Alibaba, já é o terceiro e-commerce onde os brasileiros mais compram.

Conversando com amigos do varejo, percebo que muitos deles estão em busca de tecnologia mais avançada para alcançar mais clientes. Mas a maioria dos varejistas não estão percebendo uma grande tendência. Talvez a mais importante:

As varejistas que quiserem se destacar precisam usar as tecnologias para estar nos mesmos lugares que o seu cliente, unindo um bom atendimento com um  tom mais pessoal, como era comum nas antigas mercearias.

Inovar muitas vezes não está apenas em usar mais tecnologias. Está em saber como e onde usá-las para realmente fidelizar seu cliente.

Acesse a plataforma online do Kinuncio e baixe o aplicativo: https://www.kinuncio.com.br/

Raí Silva Junior  – Jornalista, Publicitário, Especialista em Marketing. Pesquisador em marketing de vendas, mercado digital, varejo e comunicação estratégica.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar
Publicidade