ad16
AutoPECASonline24.pt
DestaquesGeralTodas as Notícias

Médicos do HRJL não aderem a paralisação por número de profissionais ser insuficiente

O corpo médico do Hospital Regional Justino Luz, em Picos, não vai aderir a paralisação da categoria no Piauí, pois o número de profissionais que atua no hospital é considerado insuficiente e ocasionaria prejuízos nos atendimentos.

A paralisação das atividades foi iniciada nesta terça-feira, 28, e segue por 72h. A decisão foi tomada pelo Sindicato dos Médicos do Piauí durante assembleia geral.

Hospital Regional Justino Luz
Hospital Regional Justino Luz – Foto: Arquivo RiachaoNet

O diretor do Sindicato dos Médicos em Picos, José Almeida, explica que não há como a categoria paralisar as atividades no HRJL por se tratar de um pronto socorro.

 “Lá o número de médicos é insuficiente e não se tem como paralisar os atendimentos por ser um pronto socorro. Lá não haverá paralisação. Existe a lei da greve que em prontos socorros deve-se funcionar com 30% do efetivo, no meu entender já funciona com esse percentual, lá precisa de muitos mais profissionais”, enfatiza o diretor.

Reivindicação

A paralisação é considerada em caráter de advertência, mas caso não houver avanços a possibilidade de uma greve não é descartada. Neste período de 72h de paralisação, serviços como consultas, exames e cirurgias eletivas ficam suspensas.

A pauta da paralisação é devido o reajuste salarial de 30%, firmado com o governo ainda no ano passado, mas que não foi pago no mês de maio, data da base da categoria.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade