ad16
AutoPECASonline24.pt
https://ead.uninta.edu.br/
DestaquesGeralMunicípiosTodas as Notícias

Ministério Público investiga o prefeito de Fronteiras por improbidade administrativa

O Ministério Público, através do promotor Edgar dos Santos Bandeira Filho, instaurou inquérito civil no dia 7 de outubro contra a prefeitura de Fronteiras, por atos de improbidade administrativa, que poderiam ensejar dano ao erário. Atualmente, Eudes Agripino Ribeiro (PPS) é o prefeito de Fronteiras. O inquérito civil de nº 05/2015 foi instaurado através da portaria de nº 12/2015.
O promotor afirma que recebeu denúncia, com base em notas de empenho, notas ficais e pagamentos feitos pela prefeitura de Fronteiras referente a serviços públicos, que segundo o denunciante, nunca teriam sido prestados e que nem sequer existiriam as empresas contratadas.
Prefeito Eudes
Prefeito Eudes
O representante do Ministério Público ainda determinou que fossem realizadas diligências, mas para tentar manter o sigilo da investigação, decidiu restringir a divulgação dessas diligências “haja vista que o conhecimento prévio por parte dos interessados pode prejudicar a elucidação dos fatos”, explicou o promotor.
A Lei 8.429/92 prevê que são atos de improbidade administrativa as condutas que causem dano ao erário, enriquecimento ilícito ou atentem contra os princípios da administração pública, aplicando-se as disposições da lei, no que couber, àquele que, mesmo não sendo agente público, induza ou concorra para a prática do ato de improbidade ou dele se beneficie sob qualquer forma direta ou indireta.
Por Bárbara Rodrigues
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade