ad16
CidadeDestaquesGeral

Morador ribeirinho pede socorro pela recuperação do Rio Guaribas

Como o ambiente do rio foi modificado, os animais acabam deixando seu habitat natural e aparecem no meio da população.

Rio Guaribas
Rio Guaribas

O Rio Guaribas se encontra nas dependências do município de Picos e por muito tempo foi a base da sustentação econômica da região. Com o passar dos anos, muita coisa mudou e a população pede socorro pela recuperação do Guaribas. De acordo com o aposentado e morador do povoado Lagoa Comprida, Avelino José Borges, há cerca de onze anos, o rio ainda era limpo, e as pessoas trabalhavam nas plantações obtendo uma boa produção.

“Naquela época tinha a plantação de alho, cebola, batata, arroz e feijão, mas como a terra ficou ruim, só dá para plantar bananas e feijão”, afirmou Avelino José, que afirmou ainda que o rio está 90% mais sujo que antes e alguém precisa fazer algo para preservá-lo.

Para a educadora ambiental da secretaria municipal de meio ambiente, Ruthy Costa, o Rio Guaribas tem importância ambiental por existir a presença de água na região e, econômica por ter várias monoculturas cultivadas nas suas margens em Picos. “A principal monocultura utilizada há alguns anos atrás, era plantio do alho, e como o terreno em que acontece o cultivo de monocultura, perde os nutrientes e vai enfraquecendo, com as margens do Rio Guaribas não aconteceu diferente”.

Como o ambiente do rio foi modificado, os animais acabam deixando seu habitat natural e aparecem no meio da população. “Nessa semana eu vi um rastro grande de um animal, eu não sei bem que bicho era, parecia que estava arrastando alguma coisa, e era bem largo”, comentou Avelino José, que mora próximo ao rio. Sempre aparecem muitas cobras na localidade, como cascavel, salamandra e jibóia, além das venenosas raias que já fizeram muitas vítimas.

A educadora ambiental Ruthy Costa explicou que a melhor forma de recuperar o Rio em partes, é o método de dragagem, em que as areias e os entulhos são desterrados, melhorando o problema das enchentes. Além disso, pode ser feita a recuperação da mata ciliar, pois a vegetação ribeirinha diminui o assoreamento das águas do rio que provoca as enchentes.

A população também precisa fazer a sua parte e evitar jogar lixo nas águas ribeirinhas, não desviar os esgotos hospitalares e nem os residenciais para o curso do rio. Afinal, se o Guaribas já fez muita pela população picoense, agora é a vez desta retribuir e auxiliar na sua preservação.

Aposentado Avelino José Borges
Aposentado Avelino José Borges - Foto: Tatiane Luz
Rio Guaribas
Rio Guaribas
Rio Guaribas
Rio Guaribas
Ruthy Costa
Educadora ambiental Ruthy Costa - Foto: Tatiane Luz
Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade