ad16
PolíciaTodas as Notícias

Moradores de Picos usam WhatsApp para alertar sobre blitzes

O Comandante do 4º BPM (Batalhão da Polícia Militar), Tenente-coronel, Edwaldo Viana, criticou a postura de alguns moradores da cidade de Picos que usam as redes sociais para alertar a respeito da realização de blitzes nas ruas do município.

Em um grupo do WhatsApp, exclusivo para jornalistas e integrantes do polícia militar, Edwaldo Viana postou um “print” de uma mensagem onde uma pessoa alertou para uma blitz que a polícia militar realizava na Rua São Francisco, no Centro, na tarde do último sábado (09).

Vista de Picos do morro do Aerolândia
Vista de Picos do morro do Aerolândia

“Blitz em frente a Reinado Construções. No Centro próximo a Eletrobrás”, alertou a usuária do WhatsApp, para lamentação do Comandante do 4º BPM.

Para ele, ao invés de ajudar esse tipo de aviso acaba é por prejudicar a população de bem.

“Mulher avisando onde tem blitz. Se pensa que está ajudando está é prejudicando, pois, a bandidagem também está copiando. Depois reclama quando é assaltada”, pontuou Edwaldo Viana.

No final do mês de novembro um homem foi preso na cidade de Teresina após enviar áudios e fotos alertando sobre uma blitz que a PRF (Polícia Rodoviária Federa), realizava na BR 316.

Na ocasião ele foi encaminhado a delegacia e autuado no crime previsto no artigo 265 do Código Penal Brasileiro: “Atentado contra a segurança de serviço de utilidade pública”.

Cidades em Foco

LER MATÉRIA COMPLETA

Leia Também