ad16
AutoPECASonline24.pt
DestaquesGeralTodas as Notícias

Moradores do bairro São José e São Vicente reclamam da falta de atendimento médico nos Postos de Saúde

Moradores dos bairros São Vicente e bairro São José tem reclamado da falta de assistência médica nos Posto de Saúde da Família. Há cerca de dois meses, a população não conta com um profissional médico. Segundo informações da Secretária de Saúde de Picos, oito Unidades de Saúde enfrentavam o mesmo problema, destes seis já foram sanados. Além disto, cerca de oito profissionais médicos há 3 meses encontram-se ausentados de suas atividades pelo cumprimento de suas férias designadas pelo Ministério da Saúde.

Posto de Saúde Belinha Nunes-Foto: Ascom/SMS
Posto de Saúde Belinha Nunes também apresenta falta de médicos-Foto: Ascom/SMS

A moradora do bairro São José, Maria de Lurdes, relata a situação de descaso, onde por diversas vezes  procurou o Posto de Saúde do seu bairro e foi encaminhada para outro bairro, não conseguindo atendimento.

“Já está com dois meses que está sem médico lá. A gente adoece, procura o Posto e não tem médico. Vai para o hospital, não atendem e mandam voltar para o Posto. E aí a gente fica a mercê de que? Nós que somos pobres não temos como ir a uma consulta particular”, desabafou a moradora.

A secretária interina de Saúde, Conceição Portela explica que o problema é decorrente da ausência de alguns profissionais que encontram-se de férias do trabalho. “O município de Picos nestes últimos três meses está sofrendo com a ausência de alguns profissionais médicos. Primeiro lugar nós temos alguns cubanos que já completaram um ano na cidade, e obrigatoriamente tivemos que dar férias, e as mesmas são elencadas pelo Ministério da Saúde”, afirmou a secretária.

Conceição Portela disse ainda que o problema será solucionado com o retorno dos médicos, onde alguns já começaram a chegar a Picos desde a segunda quinzena de fevereiro. Para o Posto de Saúde Cecília Neri, no bairro São José, deve assumir o Dr. Paulo Filho, assim como novos médicos deverão ser recrutados para assumir as Unidades de Saúde que padecem da mesma situação.

Um Comentário

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade