ad16
AutoPECASonline24.pt
https://ead.uninta.edu.br/
DestaquesPolítica

Morre aos 71 anos o deputado estadual Ubiraci Carvalho

[ad#336×280]O deputado estadual piauiense Ubiraci Carvalho morreu aos 71 anos em Teresina, na noite dessa segunda-feira (7). Ele estava internado havia três dias em um hospital particular da capital e seu estado de saúde era considerado crítico após sofrer uma parada cardiorrespiratória.

Segundo o médico Marcelo Bulamarque o deputado tinha uma doença degenerativa e morreu por falência múltipla dos órgãos às 22h20 dessa segunda-feira. “Ele já tinha uma enfermidade pulmonar que evoluiu para uma pneumonia ainda quando estava em casa e teve uma parada cardíaca. Foi  socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, o Samu, reanimado e conduzido ao hospital Prontomed, onde ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva, UTI. Como a doença era degenerativa os órgãos foram falindo e ele veio a óbito”, informou Marcelo.

Deputado estadual Ubiraci Carvalho - Foto: Divulgação
Deputado estadual Ubiraci Carvalho – Foto: Divulgação

O velório do parlamentar ocorrerá no salão nobre da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). A família de Ubiraci ainda não confirmou a hora e o local do sepultamento do deputado.

Luiz Ubiraci de Carvalho é natural de Simplício Mendes, no Piauí, casado e professor de ensino superior. O deputado estadual atualmente estava filiado ao Partido Republicano da Ordem Social (Pros), mas foi eleito em 2010 pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT). O parlamentar estava em seu segundo mandato como deputado e recentemente foi exonerado do cargo de secretário da Defesa Civil, após saída do ex-governador Wilson Martins. Ubiraci já estava afastado desde 2012 do cargo por motivos de saúde.

O ex-gestor também foi presidente da Fundação dos Esportes do Piauí (Fundespi), de 2005 a 2006, secretário de Educação do Estado (1995-2001) e de Comunicação da Prefeitura de Teresina (1986-1989).

Fonte: G1 Piauí

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade