ad16
AutoPECASonline24.pt
https://ead.uninta.edu.br/
DestaquesPolíciaTodas as Notícias

Motociclista envolvido em acidente com professora diz não lembrar do que aconteceu

O teste mostrou que o motociclista estava com 0,83 miligramas de álcool por litro de ar alveolar, quando o limite é de 0,33 miligramas.

Preso em flagrante horas depois provocar o acidente que causou a morte da professora Gabriela Cortez Cavalcante, de 30 anos, Valdereis Antônio dos Santos, de 41 anos, segue aprisionado na Central de Flagrantes de Picos.

De acordo com o delegado, Agenor Ferreira Lima Júnior, que conduz as investigações sobre o inquérito, o condutor prestou depoimento após receber atendimento médico.

Valdereis Antônio dos Santos, de 41 anos
Valdereis Antônio dos Santos, de 41 anos

“Preso por homicídio culposo no trânsito, ele disse em depoimento não se recordar de tudo que aconteceu no momento dos fatos. A embriaguez foi confirmada, após o teste de etilômetro realizado pela Polícia Rodoviária Federal”, explicou o delegado.

O teste mostrou que o motociclista estava com 0,83 miligramas de álcool por litro de ar alveolar, quando o limite é de 0,33 miligramas.

Gabriela Cavalcante

“As investigações devem ser concluídas no prazo de dez dias, momento em que o laudo pericial do local será expedito e ouviremos testemunhas do acidente”, explicou Agenor.

Valdereis após a conclusão do inquérito deverá ser encaminhado para a Penitenciária Regional José de Deus Barros.

Acidente

A colisão entre as motocicletas da professora e do acusado de homicídio culposo no trânsito aconteceu no bairro Ipueiras.

Valdereis conduzia a motocicleta Honda NXR 150 Bros, de cor vermelha e placa ORR-0157, de Santana do Piauí. O mesmo teria colidido na motocicleta em que trafegava a professora Gabriela Cortez Cavalcante. Com o impacto da colisão ambos caíram e pela fatalidade Gabriela foi atropelada por um caminhão que passava em seguida.

Fonte: Picos40graus | Foto: Reprodução

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade