Campo Grande do PiauíDestaquesPolíciaTodas as Notícias

Mulher de Campo Grande do Piauí é presa em SP acusada de não denunciar padastro que estuprava sua filha

Segundo informações, a mãe sabia de tudo e, mesmo assim, não procurou a polícia.

Pedrina Lindalva de Oliveira e Edilson José de Souza foram presos em Paulínia, no interior do estado de São Paulo, acusados de estupro. A vítima é a filha de Pedrina, uma adolescente de 16 anos, que era abusada sexualmente por Edilson, padastro dela, há pelo menos seis anos.

A mãe sabia de tudo e, mesmo assim, não procurou a polícia. Ela se casou com o estuprador há 6 anos, quando a menina tinha apenas 10. Os abusos começaram nos primeiros meses em que começaram a morar juntos e, quando a vítima completou 13 anos, a violência se tornou ainda mais frequente.

O crime só foi descoberto depois que a vítima, que não aguentava mais a violência que sofria, procurou o pastor da Igreja que a família frequentava e contou o que acontecia. Edilson e Pedrina teriam confessado o crime ao pastor, que alegou ter gravado toda a declaração. O casal foi preso temporariamente por estupro de vulnerável.

Segundo informações, mãe e filha são piauienses, naturais da zona rural de Campo Grande do Piauí.

Confira reportagem da TVB Campinas, afiliada da RecordTV, sobre o caso:

Com informações da TVB Campinas via CG Notícias

Tags
LER MATÉRIA COMPLETA

Leia Também