ad16
Polícia

Na BR 230, motorista simula que foi assaltado para roubar carga transportada

[ad#336×280]A polícia de Oeiras em parceria com os policiais do GRECO e da Delegacia de Altos, desvendaram o roubo a um carreta que transportava margarina, ocorrido na BR 230, no dia 06 de Janeiro em Oeiras.

Na manhã do dia 07/01, o motorista José Antônio Campelo registrou ocorrência na delegacia de Oeiras noticiando que teria sido vítima de um assalto na BR-230 quando conduzia uma carreta frigorifica da Empresa Soluções Transportes de Recife com destino ao Estado do Maranhão, carregada de margarina, avaliada em R$100.000,00. O motorista relatou que pernoitou no Posto Beira Rio e por volta das 4h da manhã do dia 06/01 saiu do posto e depois de percorrer cerca de quarenta quilômetros foi avisado que a tampa do compartimento de carga estaria aberta, quando parou para verificar, os assaltantes chegaram e levaram a carreta com a carga e mantiveram o motorista por aproximadamente 24 horas dentro de um carro num local em que o mesmo não soube identificar.

Depois de dois dias investigando o caso, fazendo diligências ao possível local do assalto e colhendo o depoimento do motorista por duas vezes devido a contradições apresentadas pelo mesmo, a equipe de policias concluiu que o motorista CAMPELO, em parceria com outros três motoristas da mesma empresa, teriam desviado a carga para a cidade de Altos e levado o caminhão para a cidade de Floriano para ser entregue a outro comparsa que de lá o levou para Salvador-BA.

A polícia de Oeiras em parceria com os policiais do GRECO e da Delegacia de Altos, no terceiro dia de investigação recuperaram 80% da carga na cidade de Altos. Os outros motoristas que participaram da trama e negociaram a carga por R$15.000,00 foram identificados como sendo NATANOEL, ZÉ PINGUELO e FRANCINALDO, os dois primeiro tem residência na cidade de Altos e o terceiro em Recife. O receptador da carreta também foi identificado como sendo a pessoa de OTAVIO PESCARA que responde a processo por falsificação de documento público e adulteração de sinal identificador de veículo automotor na comarca de Dourados-MS e também no Estado do Paraná.

A carreta possivelmente será recuperada nos próximos dias inclusive com a prisão do receptador, pois contra o mesmo há um mandado de prisão a ser cumprido. As investigações foram acompanhadas de perto pelos representantes das empresas que elogiaram a atuação da equipe de policiais no desfecho do caso.

Com informações do Portal Mural da Villa

Tags
LER MATÉRIA COMPLETA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também