ad16
DestaquesPolíciaTodas as Notícias

Narco Brasil: Polícia Civil conduz três pessoas por suspeita de tráfico de drogas em Picos

Mais de R$ 31.000,00 reais foram apreendidos, além de drogas, revólver e munições.

A Polícia Civil de Picos conduziu à Central de Flagrantes, na manhã desta quinta-feira (24), dois homens e um menor por suspeita de tráfico de drogas no município. O flagrante aconteceu na zona rural da cidade, na comunidade Bocolô, e faz parte de uma operação nacional denominada “Narco Brasil”.

Segundo o delegado responsável pela Delegacia de Homicídio, Tráfico de drogas e Latrocínio, Agenor Lima Júnior, os policiais já tinham informações de que um dos envolvidos seria traficante. Há três dias os agentes monitoravam o local e conseguiram lograr êxito na manhã de hoje.

Delegado Agenor Lima Jr.

“Esta é uma operação nacional do Ministério da Justiça, denominada de Narco Brasil, que visa o combate ao tráfico ilícito de entorpecentes. A Polícia Civil de Picos aderiu à essa operação e, graças a Deus e ao esforço de toda a equipe obtivemos sucesso. Localizamos grande quantidade de entorpecentes, mais de R$ 31.000,00 em espécie, arma de fogo, 126 munições, veículos e conduzimos duas pessoas à Central de Flagrantes, além de um menor que estava com maior parte das drogas e dinheiro”, disse.

Agenor Lima informou ainda que “um dos conduzidos é um indivíduo que ostenta grande comercialização de entorpecentes em Picos”. Investigações sobre ele já haviam sido iniciadas e hoje fora comprovada essa suspeita com a droga apreendida e demais dados que os policiais obtiveram para comprovar, ou não, essa dúvida.

“Com o alvo principal foi encontrado mais de R$ 20.000,00 em espécie e um veículo de luxo. O outro indivíduo foi flagrado com arma de fogo, devidamente municiada, e pequena quantidade de entorpecentes. As drogas foram localizadas atrás do imóvel do alvo principal, assim como outra quantia em dinheiro, em posse do menor de idade. Essa é uma tática dos indivíduos que comercializam entorpecentes, deixar a droga com terceiros com o objetivo de não terem suas imagens vinculadas àquele entorpecente. Mas sabemos que não é a localização da droga diretamente no imóvel que vai saber se ele pratica essa conduta ou não, mas sim os demais dados que obtivemos durante as investigações”, explicou Agenor Júnior.

Além do dinheiro e das munições calibres .32 e.22, foram apreendidos os celulares dos três indivíduos, balanças de precisão, crack, cocaína e maconha. Não se sabe, até o momento, quantidade dos entorpecentes. O delegado de plantão está realizando os procedimentos cabíveis ao caso, ouvindo o depoimento dos conduzidos, e depois dará prosseguimento com pesagem dos ilícitos.

Os nomes dos envolvidos não foram divulgados. De acordo com uma postagem no Instagram na Acervo Policial, de cunho extraoficial, os alvos da operação foram os irmãos conhecidos como Riba e Chagas.

Além de agentes da DHTL, participaram da operação o Departamento de Inteligência da Polícia Civil de Picos, policiais do 3º Distrito e do 4º Batalhão de Polícia Militar, o Canil do 4º BPM e o RONE.

Acervo Policial
Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade