DestaquesTodas as Notícias

Novo Hospital Regional de Picos começa a receber os primeiros pacientes

Eles estavam internados no Hospital Justino Luz. Ao todo, nove pessoas foram transferidas e darão prosseguimento aos seus tratamentos no novo complexo de saúde, o maior da região.

anuncio17 UNIFSA

O Novo Hospital Regional de Picos, inaugurado na semana passada, começou a receber, nesta sexta-feira (5), os primeiros pacientes. Eles estavam internados no Hospital Justino Luz. Ao todo, nove pessoas foram transferidas e darão prosseguimento aos seus tratamentos no novo complexo de saúde, o maior da região.

Especializado em média e alta complexidade, o Novo Hospital Regional de Picos entrará em funcionamento de forma gradativa, atingindo sua capacidade máxima de atendimento no mês de outubro. A unidade de saúde possui três pavimentos e contará com 206 leitos de internação (60 no térreo, 73 no 1º andar e 73 no 2º andar), além de 20 leitos de UTI adulto, hemodinâmica, ambientes de apoio técnico, radiologia com ressonância magnética e tomografia, administração e auditório com 135 lugares.

“Hoje vivenciamos um marco na saúde de Picos, que é a transferência dos primeiros pacientes para o novo hospital, uma obra tão aguardada pelos picoenses e moradores da região”, disse o secretário de saúde, Antônio Luiz.

Com investimentos na ordem de R$ 54.872.421,62, o novo hospital será referência para mais de 600 mil pessoas que moram na macrorregião de Picos, totalizando mais de 40 municípios.  

Transferências seguem novo fluxo de atendimento

O Novo Hospital Regional de Picos receberá pacientes via regulação, após avaliação na UPA. “Já a Unidade de Pronto Atendimento está destinada a toda população que necessita de serviço hospitalar de urgência e emergência, com o sistema porta aberta”, destaca o superintendente de média e alta complexidade da Sesapi, Dirceu Campêlo.

Inaugurada em abril deste ano, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Picos é referência em casos de urgência e emergência adultos de toda a região. A unidade de saúde faz parte da Rede de Atenção às Urgências. O objetivo é concentrar os atendimentos de saúde de complexidade intermediária, compondo uma rede organizada em conjunto com a atenção básica, atenção hospitalar, atenção domiciliar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) 192.

A UPA funciona 24 horas, com estrutura moderna e serviços como raios X, eletrocardiografia, laboratório de exames, atendimentos de clínica médica e leitos de observação, por exemplo.

A abertura do Novo Hospital Regional de Picos e da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) possibilitou a readequação de leitos no Hospital Justino Luz, que ganhou uma nova ala pediátrica com 28 leitos. Até o final do ano, o Justino luz vai virar um complexo materno infantil. “Estamos descentralizando os serviços de maneira eficiente para que os pacientes, em determinados instrumentos de saúde, tenham o seu problema resolvido”, disse o superintendente de média e alta complexidade da Sesapi, Dirceu Campelo.

A população de Picos e região também conta com a Central de Diagnóstico, que oferta exames de raio-X, ultrassom, mamografia e exames cardiológicos, além de consultas com especialistas e sala para atendimentos pelo programa Piauí Saúde Digital, com 12 especialidades médicas.

“A central funciona de segunda a sexta, das 7h às 18 horas. Para ser atendido na unidade e no serviço de telessaúde, o paciente precisa ser encaminhado via unidade básica de saúde de seu município”, pontua a coordenadora da Central Thalita Albano.

CCOM PI

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.