ad16
AutoPECASonline24.pt
CidadeDestaquesGeralSaúde

Obras de saneamento de Picos continuam a todo vapor

Gil Paraibano
Prefeito expressa pesar pela morte de funcionário.

As obras de  ampliação que  compreenderá a implantação de uma rede coletora, de emissários, de ligações domiciliares e de estações elevatórias de esgoto estão funcionando a todo vapor. As obras contemplarão os bairros: Junco, Parque de Exposição, Bomba, São José, Boa Vista e Passagem das Pedras.

O valor repassado pelo Ministério das Cidades foi de R$ 10.526.315,79 (Dez milhões, quinhentos e vinte e seis mil, trezentos e quinze reais e setenta e nove centavos) e o valor de contrapartida da Prefeitura Municipal de Picos foi de R$ 299.452,29 (Duzentos e noventa e nove mil, quatrocentos e cinquenta e dois reais e vinte e nove centavos). Tendo um valor total de investimento de R$ 10.825.768,08 (Dez milhões, oitocentos e vinte e cinco mil, setecentos e sessenta e oito reais e oito centavos).

O prefeito destaca que as obras são importantes para Picos e não podem parar . Ele confirmou que trabalhará até o último dia de seu mandato que se encerra em 31 de dezembro de 2012.  Quando repassará o cargo ao prefeito eleito Kléber Eulálio. ” Vamos trabalhar até o último dia de nosso mandato. Pedimos a compreensão de toda população pelos transtornos da obra , pois uma obra de saneamento exige muita paciência de todos, já que precisamos furar ruas para colocação das redes,” disse o prefeito municipal de Picos, Gil Marques de Medeiros.

A rede coletora será do tipo convencional e tem como parâmetros: Extensão da rede: 46.373,80 metros Número de ligações: 3.305 unidades Estações elevatórias: 05 unidades

A obra foi concebida para reduzir os casos de doenças de veiculação hídrica, por falta de saneamento básico na cidade. Isto significa melhoria de qualidade de vida para uma população estimada em 46.371 habitantes, e, no fim do plano para 68.904 habitantes. O sistema será implantado aproveitando a rede coletora existente, a estação elevatória final e a atual lagoa facultativa.

A operação e manutenção do sistema de esgotamento sanitário, a ser implantado ficará à cargo da concessionária AGESPISA- Águas e Esgotos do Piauí S/A, atual operadora dos sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitários existente. A manutenção do sistema será feita através de recursos vindos das tarifas.

Aprovado no PAC 1 no valor de R$ 5.349.379,00 a execução da obra de ampliação da ETE do matadouro já está em fase de conclusão.

 

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade