ad16
DestaquesGeral

Operação Carnaval: PM registra 14 conduções à Delegacia e um homicídio

[ad#336×280]A operação Carnaval iniciada no último sábado (1) com término na madrugada de quarta-feira (5) realizada pela Polícia Militar na cidade de Picos transcorreu de maneira tranquila. Durante as noites de carnaval ocorrências de maior gravidade não foram registradas. O balanço final da operação contabilizou 14 conduções à Central de Flagrantes e um homicídio no município.

As ocorrências catalogadas são: à perturbação do sossego alheio com o uso de som automotivo, vias de fato, roubo, invasão domiciliar e o registro de maior gravidade, o homicídio ocorrido no bairro Pedrinhas, onde o garoto Isac José Luiz de Sousa, 8 anos, foi morto por um tiro acidental, versão ainda investigada pela polícia.

No último domingo (2) por volta das 4h da madrugada , um roubo foi registrado na Rua Coelho Rodrigues, Centro de Picos. Três homens abordaram a vítima, que teve levado a quantia de R$100,00, um aparelho celular e um relógio de pulso. Durante o roubo, dois dos criminosos o seguraram enquanto o outro homem pegava seus pertences. A Polícia conseguiu prender até o momento apenas um dos criminosos, identificado como Francisco Welton da Silva Sá.

capitão Santos, 4º Batalhão da Polícia Militar de Picos
Capitão Santos divulga balanço da Operação Carnaval – Foto: Romário Mendes

Na segunda-feira (3) por volta das 13h, Martim Borges da Silva, vulgo “Minha Avó” acusado de disparar a arma acidentalmente no garoto Isac José Luiz de Sousa, 8 anos, tiro atingiu às costas da vítima, levando ao óbito. Suspeito continua foragido, e a polícia busca reunir provas para a elucidação do caso.

Para o capitão Santos, do 4º Batalhão da Polícia Militar de Picos, o saldo positivo da Operação Carnaval é comparado ao ano de 2003. “Apesar destes números e do registro deste homicídio, nos locais que estavam ocorrendo a folia, a gente pode afirmar que foi um carnaval tranquilo sem ocorrências de maior vulto nem na cidade de Picos e nem na cidade de Bocaina”, disse o capitão Santos.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade