ad16
AutoPECASonline24.pt
GeralSaúdeTodas as Notícias

Os erros mais comuns que as pessoas cometem na hora de escovar os dentes

Escovamos os dentes desde pequenos, três vezes por dia, todo santo dia. O problema é que justamente por ser uma atividade tão presente no nosso cotidiano, começamos a agir no automático. E daí, a boa intenção pode ficar só na vontade mesmo.

A batida regra de sair da mesa e ir correndo escovar os dentes não vale, segundo Mirna Matoba, cirurgiã-dentista e odontopediatra do Instituto Matoba. “Normalmente, recomendamos que a escovação seja feita 30 minutos após as refeições, principalmente se a pessoa ingeriu alguma coisa ácida. O pH da saliva se mantém ácido por certo tempo – se a escovação é feita nesse período pode aumentar o desgaste do dente”, explica ela. Porém, se não for possível esperar, então, escove imediatamente. “O importante é não deixar de escovar após as refeições”, diz Mirna.

download (1)

Pressa demais também é inimiga da boa escovação. O tempo mínimo sugerido pelos especialistas é de dois minutos. “Com menos que isso, a pessoa só tira o resto grosso de comida, mas não limpa de verdade”, observa Mirna.

Aplicar mais força para limpar melhor não funciona. “Eu costumo comparar com a limpeza de um carro: se você lavar um carro com palha de aço, vai lavar, mas vai riscar tudo. A escova mais macia limpa, enquanto a dura arranha e desgasta o esmalte”, explica Juliana Benetti Barreto, cirurgiã dentista do grupo Sorridents.  Os modelos mais indicados são os de cabeça pequena, com cerdas macias e todas do mesmo tamanho. Escovas duras são indicadas para pessoas que fazem uso de próteses, segundo Juliana.

É preciso escovar a frente, a parte de trás e a parte superior e inferior dos dentes. E o uso do fio dental, pelo menos duas vezes ao dia, é indispensável. “Tem que raspar o fio ou a fita dental e sentir que está limpando. O fio entra na gengiva e é isso é normal porque há um espaço entre o dente e a gengiva. Se não limpar, forma o tártaro, que é a bactéria envolvida com a sujeira”, afirma Mirna.

Pasta de dente

Outro mito é achar que precisa encher a escova de pasta. Para adultos, o equivalente a um grão de feijão é o suficiente. Já para crianças, a medida é a de um grão de arroz. “Uma alta ingestão de flúor pode provocar intoxicação e uma série de problemas. A quantidade de pasta tem que ser mínima – ela vai fortalecer o esmalte com o flúor, mas o que limpa é a ação mecânica, a qualidade e a repetição dos movimentos”, avalia Juliana.

E nada de esquecer a língua! “A língua é pilosa e rugosa por causa das papilas – ali também adere sujeira. Quando ela está branca, amarelada ou amarronzada são sinais de sujeira”, diz Mirna. O ideal é usar um limpador de língua.

A higienização da boca deve ser feita desde o surgimento do primeiro dente de leite. Segundo Juliana, existem escovas próprias para essa fase.  “Crianças que começam a escovar os dentes sozinhas devem usar um creme dental sem flúor, depois a mãe tem que complementar com flúor para dar uma fortalecida no esmalte”, aconselha Juliana.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade