ad16
CulturaDestaquesGeralTodas as Notícias

Pablo, o “Rei da Sofrência”, se apresenta pela primeira vez em Picos

[ad#336×280]Enfim, os apaixonados picoenses vão poder prestigiar uma apresentação de Pablo, o “Rei da Sofrência”. O cantor romântico virá a Picos, dia 22 de janeiro, quando se apresenta na arena do Picoense Clube, localizado no centro, em mais uma mega produção de Teixeira CDs e FM Cidade Modelo.

Pablo se classifica como o criador do estilo “arrocha”, tendo, em sua carreira, 10 CDs e 4 DVDs gravados. O cantor baiano ganhou repercussão nacional com a música “Fui Fiel”, regravada pelo sertanejo Gusttavo Lima em 2013.

Show do Pablo em Picos
Show do Pablo em Picos

Em 2014, Pablo faz sucesso, principalmente na região Nordeste, com as canções “Bilu-Bilu” e “Porque Homem Não Chora”, a mais esperada e cantada em seus shows. O hit, inclusive, está no repertório das maiores bandas de forró, como Garota Safada, Aviões do Forró e Solteirões do Forró.

O Rei do Arrocha, Pablo, canta Fui Fiel, Homem não Chora entre outros sucessos no palco do Picoense Clube prometendo animar os corações apaixonados. A noite também conta com Romim Mata, a voz do paredão e Fafá Santana.

Vá aquecendo para a sofrência:

O cantor baiano Pablo virou sensação no Piauí, após ter a música ‘Porque homem não chora’ interpretada por vários fãs em vídeos que circulam como ‘virais’, no WhatsApp. Além disso, no nordeste, ganhou o apelido de ‘rei da sofrência’, termo que traduz o sofrimento pela perda de um amor. Em entrevista ao através de sua assessoria, o artista disse que está surpreso com a repercussão de seu trabalho na cidade e revelou que já tinha planos de fazer show em Picos.

“Fiquei surpreso com a repercussão do meu trabalho, no Piauí. Sempre encontro pessoas de diferentes regiões, mas, agora, com o público do Piauí, em especial de Picos, já tenho um carinho gostoso”. Disse.

A música ‘Porque homem não chora’ é o maior sucesso do baiano. “Essa música é bem sofrida. Conta a história de um homem que está sofrendo por amor, indo embora e que não dá o braço a torcer. Mas, na verdade, todo homem sabe por que chora, por que sofre”.

Sobre o termo ‘sofrência’, que está na boca do povo como o ápice da tristeza, Pablo revela que foi uma criação de um fã de Pernambucano, que, hoje, é conhecido como ‘Fabinho Sofrência’. E, assim, o termo ganhou destaque em suas apresentações e caiu no gosto popular.

“Quem nunca sofreu por amor? As músicas são de parceiros que nos enviam, mas o termo ‘sofrência’ foi criado por esse rapaz. ‘Sofrência’ é a nova onda, o pessoal que está neste estado, grava vídeo, e manda mensagem do show para aquele amor perdido, para tentar uma reconquista”, detalhou.

Pablo também contou um pouco sobre o início de sua carreira e sobre o romantismo das músicas que interpreta. “Comecei a cantar em barzinho, com meu pai, quando eu tinha sete anos. De lá, para cá, participei de diversos grupos como o Asas Livres, Grupo Arrocha, Pablo e Grupo Arrocha, até seguir carreira solo”.

Nacional

O cantor afirma que, quando tocava nas serestas, surgiu a expressão ‘arrocha’. “Lembro que eu falava para os casais dançarem agarradinhos e daí o pessoal começou a falar vamos para o arrocha. Hoje, o ‘arrocha’ virou um gênero que alcançou o Brasil e exterior”, falou.

Hoje, Pablo tem 10 CDs e 4 DVDs gravados. O cantor baiano ganhou repercussão nacional com a música ‘Fui Fiel’, regravada pelo sertanejo Gusttavo Lima, em 2013. Este ano, principalmente na Região Nordeste, as canções de sucesso são ‘Bilu-Bilu’ e ‘Porque Homem Não Chora’.

Pablo afirma que um dos melhores momentos de sua carreira foi quando ouviu sua música fazer sucesso nas rádios e, como consequência, shows lotados e o público e a crítica abraçando seu trabalho. “Atualmente, vivo outro melhor momento de minha carreira”, ressaltou. O cantor baiano disse, ainda, que, esse ano, irá gravar um DVD.

Pablo é, hoje, o maior fenômeno da música na Bahia. Considerado um fenômeno da música romântica, Pablo já vendeu milhões de CDs e conquista, a cada dia que passa um número maior de fãs.

Fonte: Naldo Rodriguez

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade