ad16
SaúdeTodas as Notícias

Pacientes de hemodiálise protestam por falta de repasse financeiro para custear viagens

Pacientes do Instituto do Rim fizeram uma manifestação em frente ao órgão, na manhã desta terça-feira (20), para protestar a falta de repasse financeiro para custear suas passagens. O pagamento é feito pelo Governo Federal em contrapartida com o Governo Estadual.

Pessoas de 54 cidades da região de Picos vêm até o município fazer hemodiálise, muitos precisam vir três vezes por semana e com a falta do dinheiro que eles deveriam receber para pagar a passagem, muitos estão passando por necessidades financeiras. O repasse não é feito desde o mês de outubro.

Manifestação aconteceu em frente ao Instituto do Rim - Foto; Grande Picos
Manifestação aconteceu em frente ao Instituto do Rim – Foto; Grande Picos

Valério José de Carvalho vem três vezes por semana do município de Paulistana – cerca de 146 km de Picos – fazer o tratamento no Instituto do Rim. Ele fala que a situação está cada dia mais difícil, ele afirma estar tirando o dinheiro de outras necessidades para custear as viagens. Ele tem 71 anos e fala que não pode deixar de vir fazer as sessões.

“Todo dia a gente vem fazer o tratamento aqui, esperando eles pagarem, faz a gente assinar, entregar as passagens, prestar contas, mas só que eles não prestam conta para a gente. E estamos aqui nessa penúria e não temos a quem recorrer”, lamenta.

Mariano Teixeira Almondes - Foto: Grande Picos
Mariano Teixeira Almondes – Foto: Grande Picos

Mariano Teixeira Almondes também é de Paulistana e conta que o dinheiro da sua aposentadoria é insuficiente para custear as viagens, pagar farmácia e ainda para outras necessidades. Ele fala que há muitas outras pessoas na mesma situação que ele, que chegam a Picos para fazer a hemodiálise e muitas vezes nem almoçam porque não têm dinheiro. Ele tem 74 anos e há 24 faz o tratamento renal.

“Eles prometem pagar a gente e fica aumentando as semanas e nunca pagam, aí nós temos que fazer um apelo para ver se resolve, porque também está judiando com a gente demais. A gente precisa comprar remédio, precisa almoçar, precisa viajar, pagar o carro, é desse jeito a dificuldade”, desabafou Mariano Teixeira Almondes.

A nossa equipe procurou a Coordenadoria Regional de Saúde, que era responsável por fazer esse repasse, mas não conseguimos gravar entrevista com nenhum responsável. A coordenadora do local, Raimunda Silva estava viajando para Teresina. Mas fomos informados que o repasse não é mais feito através do órgão, e que desde o mês de setembro de 2017 a Secretaria Estadual de Saúde é a unidade gestora e executora do processo.

Coordenação Regional de Saúde em Picos
Coordenação Regional de Saúde em Picos

Uma Portaria Nº 389, de 13 de março de 2014, do Ministério da Saúde, garante apoio a pacientes com doença renal crônica.

Confira a portaria:
“Define os critérios para a organização da linha de cuidado da Pessoa com Doença Renal Crônica (DRC) e institui incentivo financeiro de custeio destinado ao cuidado ambulatorial pré-dialítico”.
LEIA O DECRETO NA ÍNTEGRA AQUI

Fonte: Grande Picos

LER MATÉRIA COMPLETA

Leia Também